Robin Wright conta que elenco de House of Cards ficou surpreso com acusações contra Kevin Spacey

“Eu não conhecia o homem, apenas o incrível artesão que ele é”, conta a atriz

Rolling Stone EUA Publicado em 09/07/2018, às 14h20 - Atualizado em 10/07/2018, às 12h50

Robin Wright

Ver Galeria
(2 imagens)

Em uma entrevista ao programa Today, do canal NBC, Robin Wright falou pela primeira vez sobre as acusações de abuso sexual feitas contra Kevin Spacey, ator que interpretava Frank Underwood, seu marido na série House of Cards.

A atriz, que vive Claire Underwood na trama política da Netflix, contou que “todos [os integrantes do elenco] ficaram surpresos, e principalmente tristes”. Ela disse também que não presenciou nenhum indício ou pista de má conduta do ex-colega, apesar de ter contracenado com Spacey durante cinco temporadas. “A gente nunca socializou fora do trabalho”, disse ela, que descreveu a relação dos dois como “respeitosa e profissional”, acrescentando que eles se conheciam apenas “entre 'ação' e 'corta', e entre as preparações, momentos em que ríamos juntos”.

Robin revelou que não entrou em contato com o ator desde que as acusações começaram a aparecer, e admite que nem saberia como. Quando questionada sobre a decisão da Netflix em demitir Spacey, ela respondeu, hesitante, que não sabe como comentar sobre o assunto. “No momento [em que as denúncias surgiram] o choque foi muito intenso, por diversos motivos, histórias e pessoas, e acho que todo mundo sentiu que era melhor se afastar”.

Todo o escândalo envolvendo o ator vencedor do Oscar começou em outubro de 2017, quando Anthony Rapp o acusou de ter abusado dele durante uma festa quando tinha apenas 14 anos. Desde então, várias pessoas já registraram queixas contra Spacey.

A sexta e última temporada de House of Cards, que ainda não tem data de estreia, terá Claire como protagonista, assumindo o lugar do marido na presidência.