Rolling Stone Music & Run estreia em Curitiba com cenário deslumbrante e ao som da banda Blitz

Evento realizado pela Rolling Stone Brasil aconteceu no último sábado, 28, na Pedreira Paulo Leminski, em Curitiba
  • Imprimir
por Lucas Borges
29 de Nov. de 2015 às 01:09

Foi realizada neste sábado, 28, a primeira edição da Rolling Stone Music & Run em Curitiba. Além de percorrerem os trajetos de 5 km ou 10 km partindo da Pedreira Paulo Leminski e chegando no mesmo belíssimo e arborizado cenário, os atletas curtiram as apresentações da Orquestra da Polícia Militar e Rogério Cordoni, da banda Warriors e do grupo Blitz na Arena Rolling Stone, montada ali mesmo, no mesmo local em que foi construída a famosa Opera de Arame.

Ultraje a Rigor explora hits e diverte os participantes da Rolling Stone Music & Run em SP.

Clássicos

A orquestra da PM iniciou os trabalhos por volta das 19h, mostrando ao público com uma saborosa e inusitada parceria ao lado de Rogério Cordoni, cover de Elvis Presley. Foram executados sucessos de bandas como Queen e AC/DC embalados pelo numeroso conjunto naipe de metais.

Em seguida, o Warriors manteve a toada com outra sequência de clássicos. Os vocalistas Leo Belling e Serginho Khachikian, os guitarrista Luis Maluf e Chico Netto, o baixista Arnaldo Rosa e o baterista Fernando Rensi largaram com Beatles (“A Hard Day’s Night”), Rolling Stones (“Jumpin’ Jack Flash”) e Creedence Clearwater Revival (“Have You Ever Seen The Rain?”).

Relembre como foi a segunda edição da Rolling Stone Music & Run.

“What A Wonderful World”, “Because The Night”, “Proud Mary”, “Aluga-se” e “Keep on Rocking” (“Rockin’ In The Free World”) completaram a primeira metade do espetáculo, antes de uma sessão de alongamento para aquecer os músculos dos atletas. Era hora de correr.

Suando

Os participantes se reuniram na largada por volta das 21h para ouvir o som da buzina e por o pé no asfalto. Com pouco mais de 20 minutos, os primeiros corredores a completarem a prova de 5 km ultrapassaram a linha de chegada. Com 37min40s, Giovani Ribeiro, 18 anos, se tornou o atleta mais rápido dos 10 km. Novato na prática, ele afirmou que treina há menos de um ano: “‘Californication’, do Red Hot Chili Peppers”, foi uma das poucas coisas que ele conseguiu dizer ao completar o desafio, citando uma música de inspiração para os exercícios, em meio ao cansaço da atividade e ao fato de ter superado todas as dificuldades.

Relembre como foi a primeira edição do Rolling Stone Music & Run.

Letícia Saltoli venceu entre as mulheres ao completar o trajeto em 42min19s: “Faço corrida em trilhas e em montanhas”, ela comentou sobre a boa forma. “E a organização da prova está de parabéns. Foi excelente em todos os sentidos.”

A festa na Arena Rolling Stone

Enquanto alguns ainda terminavam a prova, o Warriors já estava fazendo mais barulho. “Suspicious Mind”, “Breaking All The Rules”, “Rebel Yell”, “Highway To Hell”, “Sweet Child O’ Mine” e “Rock and Roll All Nite” ainda fizeram parte do repertório da banda antes da atração final da noite aparecer.

A Blitz, que já havia tocado na edição de São Paulo da Rolling Stone Music & Run, em 2014, encerrou a festa com hits próprios e de outras bandas consagradas do rock nacional. Três composições do carismático Evandro Mesquita — “Weekend”, “Última Ficha” e “Beth Frígida” — introduziram o show do grupo também formada por Rogério Meanda (guitarra), Juba (bateria), Billy (teclado), Cláudia Niemeyer (baixo), Nicole Cyrne e Andrea Coutinho (backing vocals).

Galeria: as 100 primeiras edições publicadas pela Rolling Stone Brasil.

“Sonífera Ilha”, dos Titãs, esquentou a plateia antes de uma obrigatória da Blitz, “Mais Uma de Amor (Geme Geme)”. “A Dois Passos do Paraíso”, claro, também não faltou. O momento jamaicano do show teve o ska “Óculos”, dos Paralamas do Sucesso, e “Reggae do Avião”, parceria de Mesquita com o grupo Cidade Negra.

“O Romance da Universitária Otária”, “Egotrip” e “Blitz - A Verdadeira História de Adão e Eva” antecederam novas covers: “Beth Balanço”, “Perdidos na Selva”, “Biquíni de Bolinha Amarelinha Tão Pequenininho”, “Aluga-se”. E outro hit do grupo, “Você Não Soube me Amar”, abriu caminho para a sequência final com “Voo Cego”, “Eu, Minha Gata e Meu Cachorro”, “Baseado em Clarice”, “Skut”, “Zero Absoluto” e “O Homem do Avental”.

Recomendadas