Sucesso comercial de Nirvana e Pearl Jam desencadeou “depressão suicida” em Billy Corgan

O vocalista do Smashing Pumpkins revelou detalhes sobre época obscura da própria vida no podcast Why Not Now?
  • Imprimir
por Rolling Stone EUA
2 de Março de 2017 às 13:51

Billy Corgan fez uma aparição no podcast Why Not Now?, apresentado por Amy Jo Martin. Durante a entrevista, o vocalista do Smashing Pumpkins revelou que o sucesso comercial das bandas Pearl Jam e Nirvana afetou a saúde mental dele. As dificuldades vivenciadas pelo cantor e compositor nesse período inspiraram o hit “Today”, do álbum Siamese Dream.

Em 1991, o Smashing Pumpkins divulgou Gish, primeiro disco da carreira. No entanto, o lançamento foi obscurecido pela explosão do grunge com os álbuns Nevermind, do Nirvana, e Ten, do Pearl Jam. “Tudo o que eu havia construído não era mais relevante quanto eu gostaria que fosse”, explicou o músico a Amy. “Eu entrei em um tipo muito estranho de depressão, porque sentia que eu era inadequado de um jeito que não estava preparado.”

Corgan ainda deu detalhes sobre a vida dele nessa época. Ele disse que começou a ter dificuldades para compor e acabou caindo em uma “depressão suicida”. O intérprete contemplava se jogar da janela do próprio apartamento e ainda passou a ter “atitudes estranhas, absortas”, como por exemplo doar os pertences deles e planejar a própria morte.

“Acordei uma manhã e eu meio que encarei a janela e pensei: ‘Tudo bem, se você não consegue pular pela janela, então é melhor você fazer o que precisa fazer’”, disse na entrevista. “Naquela manhã acho que escrevi a música ‘Today’. É uma visão irônica sobre o suicídio, mas na essência é uma música que fala que todo dia pode ser o melhor dia, isto é, se você deixar.”

Recomendadas