Projota, Tropkillaz, Thiaguinho e Nave unem forças na canção-tema dos Jogos Olímpicos Rio 2016; assista ao clipe

Intitulada “Alma e Coração”, a faixa foi escrita originalmente por Léo da Baixada em parceria com Victor Reis e Rodrigo Marques
  • Imprimir
Alma & Coração
Reprodução
por Redação
4 de Julho de 2016 às 18:33

A música-tema dos Jogos Olímpicos Rio de Janeiro 2016 reuniu um belo time. Produzida pelo duo de trap Tropkillaz – integrado pelos DJs Zegon e Laudz – e pelo grupo de rap Nave, “Alma e Coração” une o pagode ao rap nas vozes de Thiaguinho e Projota. Para quem quiser ouvir em streaming, o clipe estará disponível com exclusividade no Spotify até este domingo, 10.

Assista ao making of do clipe.

Produzido pela Conspiração Filmes e dirigido por Fred Ouro Preto (sobrinho de Dinho Ouro Preto), o vídeo da música-tema conta com a participação dos atletas Antônio, Eva, Rayssa e Felipe. que praticam, respectivamente, atletismo, ginástica artística, natação e boxe.

O clipe traz imagens de diferentes pontos do Rio de Janeiro, incluindo a comunidade do Vidigal. Além dos competidores, participam também os músicos Thiaguinho e Projota, que aparecem cantando dentro do Estádio Olímpico, principal locação do videoclipe.

Escolhida pela Som Livre, a canção era originalmente um rap escrito por Léo da Baixada, Victor Reis e Rodrigo Marques, mas ganhou uma nova roupagem com as vozes do rapper paulistano e do ex-integrante do Exaltasamba.

“Estamos muito felizes com o resultado de 'Alma e Coração'. É um ótimo retrato da atitude positiva do país e da luta de pequenos brasileiros para conquistar seu espaço em grandes arenas da vida, esportivas ou não. Musicalmente, temos uma mistura de gêneros locais como o funk carioca, o hip-hop paulista e o samba, além de fortes influências internacionais. A interpretação cem por cento brasileira é um marco da grande diversidade e talento artístico do Brasil”, declarou Marcelo Soares, presidente da Som Livre, em comunicado.

Veja o clipe com a música tema dos Jogos Olímpicos 2016, lançada no último domingo, 3.

Recomendadas