• Imprimir

Bananada 2018 | Miranda

Miranda

Obviamente, o conhecido produtor que morreu no último dia 22 de março não fez um show no Bananada especial de 20 anos. Apresentador do evento há anos e uma das pessoas mais identificadas com o festival, contudo, ele foi exibido no telão do palco principal em uma entrevista dada no ano passado. Além de uma homenagem emocionante — assim como outros bonitos tributos feitos durante todo o fim de semana —, foi interessante ver Miranda analisando o desenvolvimento da cena roqueira de Goiânia (“Um monte de roquista defendendo a tradição do rock, mas se tem tradição não é rock”), as iniciativas de festivais independentes (Bananada “não é de resistência, é de existência”), o orgulho do Boogarins enquanto ícone da cena local e os ideais de sociedade e coletividade que ele sempre propagava. “Nosso apresentador, guru, parceiro, pai”, disse Fabrício Nobre, fundador e um dos sócios do Bananada, à reportagem da Rolling Stone Brasil. “Foi uma bosta fazer o festival sem ele por perto.”

ÚLTIMOS VÍDEOS