No Limite da Realidade: Como tragédia que matou 3 atores no set mudou as regras de segurança em Hollywood?

Após a morte de um ator veterano e duas crianças em No Limite da Realidade, Hollywood mudou as regras de segurança na indústria

Redação Publicado em 11/09/2020, às 11h03 - Atualizado em 22/10/2021, às 13h12

Cena de No Limite da Realidade (Foto: Reprodução)

Atualmente, os filmes de Hollywood são conhecidos por serem bastante seguros mas isso não impede de acontecerem acidentes hoje em dia. Um filme de 1983, chamado No Limite da Realidade, teve um acontecimento trágico, responsável por mudar as regras de segurança na indústria. A informação é do Aventuras na História.

As filmagens aconteceram em 1982, e o final das gravações foi marcado por um acidente aéreo com um helicóptero. Um ator veterano de Hollywood e duas crianças morreram na tragédia. O filme acompanhava Bill Connor, protagonista interpretado por Vic Morrow, responsável por voltar no tempo até a Guerra do Vietnã.

+++LEIA MAIS: 5 curiosidades sobre Batman Begins: direção, acidente nas filmagens e mais [LISTA]

No conflito, ele passou a adotar uma missão de salvar duas crianças, interpretadas por Renee Chen e Myca Dinh Le, de soldados dos Estados Unidos. Uma das cenas finais com os três iria acontecer de noite - e foi quando tudo deu errado.

Na gravação, o helicóptero voava baixo, e, consequentemente, perdeu o controle. Com isso, o veículo matou os três atores. Morrow e Dinh Le foram decapitados pelo sistema de rotor da aeronave. Já Chen foi esmagado pela derrapagem direita.

+++LEIA MAIS: Morte de James Dean: ator recebeu multa por excesso de velocidade 2 horas antes de trágico acidente

Então, com a falta de cuidado da produção, vieram as consequências. O diretor de No Limite da Realidade, John Landis, e outras quatro pessoas envolvidas no longa foram processados pelos familiares das vítimas. A acusação foi de homicídio involuntário.

Eles também foram acusados de ter violado regulamentos de condições de trabalho das crianças, porque menores de idade não poderiam trabalhar no período da noite, de acordo com lei da Califórnia, Estados Unidos, onde foi o acidente. Ou seja, a produção do longa violou uma lei.

+++ LEIA MAIS: Sob Pressão: Drica Moraes sofre acidente em set de série da Globo

No final, todos os cinco acusados foram considerados como inocentes pela justiça, mas as famílias ainda entram com processos contra Landis, o co-diretor Steven Spielberg e a Warner Bros.

Além disso, o acidente foi responsável por trazer novos procedimentos e regras de segurança nas produções hollywoodianas.

+++ LEIA MAIS: Tubarão: acidente com George Lucas no set deixou Spielberg apavorado por dias; entenda [FLASHBACK]

Leia também

Bella Thorne desabafa sobre rivalidade com Zendaya: ‘Colocam mulheres umas contra as outras’
Walking Dead da vida real? Ministro da Educação chama jovens brasileiros de ‘ZUMBIS existenciais’
Daniel LaRusso é o pior dos piores em Cobra Kai da Netflix? Site elenca 5 motivos para acreditar
O passado, presente e futuro com Abebe Bikila
Entenda polêmica (e desculpas da Netflix) de Cuties, filme acusado de sexualizar crianças em pôster