10 assustadores sucessos de bilheteria

Redação Publicado em 31/10/2013, às 16h05 - Atualizado às 16h12

Galeria filmes de terror: Abre
Reprodução

Tubarão estabeleceu novos padrões em Hollywood depois do sucesso que fez nos cinemas durante o verão norte-americano de 1975. A tensão causada pela proximidade da monstruosa fera marinha de mandíbulas poderosas e pela icônica trilha sonora é uma das obras primas de Steven Spielberg e faturou alto nas bilheterias de todo o mundo.
Dois anos antes de Turbarão foi outro clássico que entrou para o repertório cultural de diversas gerações. Em O Exorcista, de 1973, o cineasta William Friedkin revelou ao mundo cenas clássicas da menina possuída que desce escadas de ponta cabeça e consegue revirar a cabeça em 360°.
“I see dead people” entrou para o rol de frases mais lembradas da história do cinema depois do sucesso de bilheteria que foi O Sexto Sentido em 1999. Com direção e roteiro de M. Night Shyamalan, o filme mostra o drama de um pequeno garoto, interpretado por Haley Joel Osment, que tem contato com aqueles que já se foram.
Outro marcante e assustador blockbuster foi A Bruxa de Blair, também de 1999, que utilizou o conceito de pseudodocumentário para assustar plateias com a história de um grupo de jovens que se dá mal ao tentar filmar os rastros de uma bruxa. Os próprios atores conduziram as câmeras em um formato realista que viria a se repetir com sucesso em filmes como Rec e Atividade Paranormal.
O mais novo fenômeno entre os filmes de terror é Invocação do Mal, de James Wan, que mostra uma dupla de especialistas em casos sobrenaturais na tentativa de salvar uma família perseguida por entidades demoníacas. O sucesso nas primeiras semanas de bilheteria, tanto nos Estados Unidos como em outros países do mundo, já rendeu o anúncio de uma continuação.
Remake do japonês Ringu, O Chamado também marcou época nos cinemas com a história da macabra Samara Morgan. Cheia de detalhes assombrosos, a trama dirigida por Gore Verbinski transformou um usual toque de telefone em um dos sons mais temidos do cinema.
Remake de Os Crimes do Museu (1933), que por sua vez é inspirado em peça do dramaturgo Charles Belden, Museu de Cera levou ao cinema uma multidão interessada em descobrir como funcionava a tecnologia 3D. O filme de terror ainda foi relançado em 1973, e um novo remake foi feito em 2005.
Esta galeria não estaria completa se não tivesse alguma obra de Alfred Hitchcock, o maior expoente do gênero. O cineasta britânico deu aulas às gerações vindouras em seus filmes e fez de Psicose (1960) um clássico a seu estilo, com figuras femininas desprotegidas e suspense de tirar o fôlego. Atualmente, a série Bates Hotel aborda uma visão contemporânea dos personagens.
Com boas doses de ficção científica, Alien, o 8º Passageiro trouxe a este planeta o sanguinário personagem de visual bizarro e intimidador – que rendeu inclusive um Oscar de Melhores Efeitos Visuais. Depois de estrear, em 1979, o extraterrestre voltou aos cinemas em três sequências, além de dois duelos Alien vs. Predador.
Outro personagem recorrente nos cinemas das últimas décadas é Hannibal Lecter, o canibal protagonista de Silêncio dos Inocentes, vencedor do Oscar de Melhor Filme em 1992. Protagonizado por Anthony Hopkins, o filme fez sucesso com o público e garantiu as "sequências" Hannibal (2001), Dragão Vermelho (2002) e Hannibal - A Origem do Mal (2007).