Antes de Batman vs Superman: os “mash-ups” de heróis

Paulo Cavalcanti Publicado em 08/04/2016, às 19h24 - Atualizado às 19h47

Batman v Superman 2
Reprodução

Super Heróis



O produtor e agitador cultural Carlos Imperial foi responsável por lançar grandes nomes da nossa música como Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Wilson Simonal, Elis Regina e muitos outros. Mas ele era também versado na boa picaretagem musical. No programa que ele apresentou na TV Tupi, no final dos anos 1970, Imperial teve a oportunidade de exercer essa faceta. Uma das presenças constantes no programa dele era a do Super-Heróis, uma mistureba aparentemente concebida no inferno, que juntava personagens da Marvel e da DC Comics. Superman, Batman, Robin, Thor, Homem-Aranha e Kung Fu cantavam e dançavam com resultados hilariantes – embora essa não fosse a ideia inicial. Depois, a trupe ganhou ainda a presença da Mulher-Maravilha. A grande curiosidade é saber onde foram parar os nossos intrépidos heróis. Por favor, entrem em contato!


The Marvel World of Icarus



Quando os heróis da Marvel como o Homem de Ferro, Hulk, Capitão América e outros se juntam como Os Vingadores, o mundo fica mais seguro. Os filmes homônimos de 2012 e 2015 foram um enorme sucesso e logo todos eles estarão juntos novamente em Capitão América: Guerra Civil. Mas em 1971 a banda britânica Icarus, que tocava uma mistura de rock progressivo com hard, teve a ideia de fazer um álbum conceitual falando dos ícones da Marvel. Cada faixa de The Marvel World of Icarus foi batizada com o nome de um dos personagens, descrevendo um pouco da personalidade e das ações deles. Hoje, o vinil original é uma verdadeira raridade, já que vendeu pouco e logo foi retirado de catálogo. Aqui, é possível ouvir a gravação e julgar se foi uma boa ideia juntar a iconografia da Marvel com rock dos anos 1970.


Superman Indiano



O filme Dariya Dil (1988) estrelado por Govinda (nome artístico de Govind Arun Ahuja), um dos mais conhecidos astros do cinema indiano, ganhou status de cult nos últimos anos. Isso por causa da cena em que o ator principal aparece como Superman e a bela Kimi Katkar, a coestrela, como a Mulher-Aranha (isso mesmo). Como fica claro, foi um mash-up de DC e Marvel que certamente não foi aprovado pelas empresas donas dos personagens. Mas pelas regras de Bollywood, tudo virava festa. Enquanto lutavam contra os criminosos, o Superman e a Mulher-Aranha acabaram protagonizando um empolgante número musical.


Os Trapalhões



O saudoso quarteto avacalhava sem constrangimento com todos os super-heróis existentes. Geralmente, o Didi Mocó era um Superman que, em vez de usar os super poderes, apelava para a super malandragem; Dedé e Zacarias viviam Batman e Robin e Mussum era o The Flash, que tinha a velocidade aumentada pela pinga. Algumas vezes eles trocavam de papel. Neste quadro também tem o Hulk, a Mulher Maravilha, o Homem Elétrico (interpretada por Tião Macalé), dentre outros.


Superamigos



No ano que vem estreará Liga da Justiça, que deverá reunir todos os heróis da DC Comics. Mas há muito tempo esta união já existia em desenho animado com o nome de Superamigos (ou Super Amigos). Com produção feita pelo estúdio Hanna-Barbera, a animação foi ao ar pelo canal norte-americano ABC entre 1973 e 1985. Foi exibida também no Brasil. No programa, Superman, Batman, Robin, Mulher Maravilha, Aquaman e outros lutavam contra o crime com a ajuda dos adolescentes Wendy, Marvin e do Supercão. Mais tarde também apareceram Os Super Gêmeos.