Conheça atores que gostam de soltar a voz nas horas vagas

Redação Publicado em 07/12/2012, às 17h19 - Atualizado em 01/11/2014, às 15h37

Das telonas para os palcos, selecionamos um grupo de atores que gosta de soltar a voz nas horas vagas. Veja a seguir.
Reprodução/Site oficial

Jack Black

Conhecido por seus papéis cômicos ligados ao mundo do rock (como o vendedor de discos Barry, de Alta Fidelidade, e o professor Dewey Finn, de Escola do Rock), Jack Black tem no Tenacious D o veículo para seus momentos de rockstar. Formado por ele e o parceiro Kyle Gass, o Tenacious D é marcado por canções que pagam tributo a grandes momentos do rock, além de toques de humor espirituosos. O grupo, que se tornou famoso com uma série da HBO e um filme (Tenacious D: Uma Dupla Infernal), lançou em 2012 seu terceiro álbum, Rise of the Fenix.


Jared Leto

Em 1998, o ator Jared Leto já era relativamente conhecido por seus papéis na série Minha Vida de Cão e no filme Além da Linha Vermelha, mas não estava satisfeito. Com a ajuda de seu irmão Shannon, ele fundou a 30 Seconds To Mars. Com três discos gravados até hoje, a banda faz bastante sucesso por seu som pesado, e tornou-se mais popular no Brasil graças a uma parceria com a cantora Pitty na música "The Kill".


Juliette Lewis

A carreira cinematográfica de Juliette Lewis está repleta de personagens rebeldes, irrequietos e explosivos, em filmes como Kalifornia e Assassinos por Natureza. Nada mais natural, portanto, do que suas músicas refletirem tais características. Assim é o som da Juliette & The Licks, banda que a atriz formou em 2003. Com apresentações marcadas pela intensidade de Juliette no palco, o grupo já veio ao Brasil em 2007, como parte da escalação do TIM Festival.


Zooey Deschanel

Nascida a partir de um pedido dos produtores do filme Sim Senhor, a dupla She & Him conquistou fãs no mundo todo com seu folk fofo. Formado pelo músico M. Ward e pela atriz Zooey Deschanel, o duo soa como uma versão indie dos Carpenters, e tem três discos gravados até o momento – Volume One, de 2008, Volume Two, de 2010, e o especial de natal A Very She & Him Christmas, de 2011.


Hugh Laurie

Uma das atrações mais amadas dos últimos anos na TV norte-americana, a série House tinha entre seus principais destaques boas escolhas na trilha sonora. Estrela principal do seriado, o ator inglês Hugh Laurie também se destaca no mundo da música. Além de ser um dos membros da Band of TV, formada com colegas atores para concertos de caridade, Laurie gravou em 2011 um elogiado disco de blues à moda de Nova Orleans, Let Them Talk, que contou inclusive com a participação do pianista Dr. John.


William Shatner

O Capitão Kirk de Jornada nas Estrelas tem uma carreira musical pouco produtiva, mas longeva: em seu primeiro álbum, The Transformed Man, de 1968, Shatner interpretava, em um canto falado, músicas como "Mr. Tambourine Man” e “Lucy in the Sky With Diamonds”. Trinta e seis anos depois, o ator voltou a gravar: Has Been, produzido por Ben Folds, inclui uma versão para “Common People”, do Pulp. Seu mais recente trabalho é o disco Seeking Major Tom, de 2011, que conta com clássicos do rock como “Bohemian Rhapsody” e “Space Oddity”.


Taylor Momsen

Talento mirim de Hollywood, Taylor Momsen tornou-se conhecida do grande público, em 2007, ao interpretar a adolescente Jenny Humphrey na série de TV Gossip Girl. Em 2011, a atriz chocou os fãs da atração ao deixá-la de maneira abrupta. A razão? Taylor havia escolhido se dedicar à The Pretty Reckless, banda que havia fundado em 2009, e na qual toca guitarra e canta. Em 2012, o grupo veio ao Brasil para três shows, divulgando o repertório de seu único álbum até hoje, Light Me Up, de 2010.


Steve Martin

Além de ser um dos comediantes mais divertidos de Hollywood, o ator Steve Martin também é um grande apreciador do bluegrass, gênero tradicional da música norte-americana, próximo ao country. Em 2009, Martin gravou seu primeiro álbum, The Crow, no qual toca banjo em dezesseis faixas. Dois anos depois, ele se juntou ao The Steep Canyon Rangers para gravar Rare Bird Alert, que conta com participações das Dixie Chicks e de Paul McCartney.


Scarlett Johansson

Um dos momentos mais marcantes do cinema nos anos 2000 é o final do filme Encontros e Desencontros, quando Scarlett Johansson aparece ao som de “Just Like Honey”, do Jesus & The Mary Chain. Em 2007, a atriz participou da reunião da banda escocesa no festival Coachella, e daí em diante resolveu seguir carreira musical. Até hoje, Scarlett tem dois discos gravados: Anywhere I Lay My Head, dedicado ao repertório de Tom Waits, e Break Up, gravado em parceria com Pete Yorn.


Johnny Depp

Johnny Depp já tinha uma carreira famosa quando decidiu subir em um palco com uma guitarra, em 1993, no Austin Music Awards, para apresentar a banda P, que ele montou com o vocalista dos Butthole Surfers, Gibby Haynes. O P chegou a lançar um disco, epônimo, em 1995, que contava com as participações de Flea (Red Hot Chilli Peppers), Steve Jones (Sex Pistols) e Andrew Weiss (Ween e Rollins Band). A carreira de Depp como músico não parou por aí: ele tocou slide guitar em duas canções do Oasis: "Fade In-Out" (do álbum Be Here Now, 1997), e "Fade Away (Versão Warchild)" (b-side do single "Don't Go Away").


Billy Bob Thorton é outro ator que investiu em uma carreira na música. Ele já lançou quatro discos – Private Radio (2001), The Edge of the World (2003), Hobo (2005) e Beautiful Door (2007) – e em 2001, quando vivia o auge de sua carreira no cinema, com filmes como O Homem Que Não Estava Lá e A Última Ceia, e era casado com a atriz Angelina Jolie, compôs uma música para sua amada, “Angelina”, com frases como “Todos disseram que nós nunca daríamos certo, duas loucas panteras a perambular (...) É um amor verdadeiro que estamos construindo”.
O Brasil também tem seu lugar na lista de atores que gostam de soltar a voz. Durante os anos 1990, quando fazia faculdade de Jornalismo, o baiano Wagner Moura era o vocalista da Sua Mãe, uma banda que mesclava brega com pós-punk inglês. Anos se passaram, Wagner virou ator, mas não se esqueceu da voz: em 2009, o grupo se reuniu e gravou o disco The Very Best of The Greatest Hits of Sua Mãe. Em 2012, o intérprete do Capitão Nascimento foi convidado para se juntar a Marcelo Bonfá e Dado Villa Lobos em uma apresentação em tributo à Legião Urbana.