Cinco clipes para aquecer para os shows do Slipknot no Brasil

Redação Publicado em 14/09/2015, às 18h43 - Atualizado às 18h59

Slipknot - Abre
Divulgação

“The Devil in I”

Em setembro de 2014, a banda de Iowa divulgou o clipe do single "The Devil In I", que mostra o que aconteceria se um manicômio organizasse uma festa rave: há uma bela dose de canibalismo e enforcamento entre as muitas imagens pesadas. O vídeo é dirigido pelo percussionista da banda, Shawn "Clown" Crahan. A canção faz parte do álbum .5: The Gray Chapter.


"The Negative One"

O videoclipe da faixa "The Negative One" simboliza a ressurreição do Slipknot depois de uma tragédia. O single foi a primeira canção divulgada do disco .5: The Gray Chapter, o primeiro trabalho do Slipknot desde a morte do baixista Paul Gray, que sofreu uma overdose em 2010. O vídeo mostra um pesadelo surreal, no qual uma mulher tem um colapso nervoso sobre uma bacia contendo as cabeças duas cabras. Tudo isso dentro de uma sala suja e lúgubre. O percussionista da banda, M. Shawn Crahan, que usa uma máscara de palhaço, dirigiu o clipe - que também conta com um interativo e macabro website, lembrando uma montagem dos filmes da franquia Jogos Mortais.


"Spit it Out"

Este é o segundo single do primeiro disco da banda de Corey Taylor, homônimo, lançado em 1999. Presença certa nas apresentações, a canção proporciona aqueles momentos em você deve estar de mãos livres para poder balançar o corpo freneticamente ao som da música. O vídeo faz referência ao filme e livro O Iluminado, do cineasta Stanley Kubrick e do autor Stephen King, respectivamente.


“Vermilion”

A canção, que faz parte do álbum Vol. 3: (The Subliminal Verses), de 2004, tem uma proposta diferente das música lançadas pela banda até então. Há uma melodia leve e o vocal soa mais limpo do que de costume. O vídeo, por sua vez, narra a tragédia de uma jovem viciada em drogas. A filmagem simula uma animação em stop motion, ressaltando a diferença existente entre o mundo de uma pessoa que experimento estados alterados de consciência e a realidade sóbria do cotidiano. A direção é uma parceria entre Tony Petrossian e Shawn Crahan (percursionista da banda, também conhecido como Clown, #6).


“Left Behind”

A música é o primeiro single do álbum Iowa, lançado em 2001. Dirigido por Dave Mayers (A Morte Pede Carona), o clipe mostra a banda tocando em uma floresta e, em segundo plano, conta a história de um jovem que trabalha em um açougue e que se sente extremamente excluído da sociedade. A trama é uma alusão ao nome da música “Left Behind” (Deixado para trás).