As cinco melhores covers feitas por Amy Winehouse

Redação Publicado em 23/07/2012, às 12h03 - Atualizado às 12h05

Amy Winehouse

5º - “A Song for You”

O Mr. Hathaway que Amy cita em “Rehab” é o cantor Donny Hathaway que, assim como ela, morreu jovem e de forma trágica. O Ray da mesma faixa é Ray Charles. E ambos gravaram versões para esta composição de Leon Russell. Ao final da gravação – lançada no disco póstumo Lioness: Hidden Treasures (2011) – ela fala sobre Hathaway: “É como se ele não conseguisse se conter. Ele tinha algo nele, sabe?”.


4º - “Boulevard of Broken Dreams”

Imortalizada por Tony Bennett nos 50, nunca ganhou lançamento oficial na voz de Amy Winehouse. E foi tocada ao vivo apenas quatro vezes – todas elas no Brasil, em 2011. Em nenhuma das execuções foi bem recebida: embora Amy se dedicasse a ela com uma intensidade rara, a plateia estava mais interessada em ouvir os hits.


3º - “Will You Still Love Me Tomorrow”

O clássico de Gerry Goffin e Carole King ganha novo sangue. A versão lançada por Carole em Tapestry (1971) é definitiva, mas é provavelmente a releitura das Shirelles que conquistou Amy.


2º - “Valerie”

Um caso raro de uma versão que superou a música original em termos de popularidade. Pouca gente se lembra que a faixa é, originalmente, da banda de rock britânica Zutons.


1º - “Body and Soul”

Não bastasse estar gravando um dos maiores standards (não só do jazz, mas da música mundial), Amy Winehouse ainda dividiu os vocais com a última lenda vida da era de ouro dos cantores: Tony Bennett. Não tinha como dar errado.