Comédias políticas norte-americanas

Redação Publicado em 18/10/2012, às 19h33 - Atualizado em 19/10/2012, às 12h00

Os Candidatos
Divulgação


Canadian Bacon | John Candy | Alan Alda | Michael Moore | Movie Trailer | ReviewOperação Canadá - Muito antes de Michael Moore ser um nome mundialmente conhecido por causa do documentário Tiros em Columbine, ele já usava o humor para criticar a política norte-americana. Em 1995, ele lançou Operação Canadá, ficção em que satiriza a relação entre os vizinhos Estados Unidos e Canadá e o espírito bélico da terra do Tio Sam.
O Ditador - Sacha Baron Cohen interpreta Aladeen, o ditador da fictícia República de Wadiya, que desembarca nos Estados Unidos. O personagem satiriza uma coleção de características de ditadores, somando preconceitos e absurdos dos mais variados.
Black Sheep - Os comediantes Chris Farley e David Spade estrelam essa comédia em que um candidato concorre a um cargo politico ao mesmo tempo que lida com seu irmão desastrado, que tenta ajudá-lo na disputa, mas acaba apenas atrapalhando.
Mera Coincidência - Neste filme de 1997, um escândalo sexual abala a Casa Branca dias antes da eleição presidencial. Cabe a um especialista em contornar histórias do tipo dar um jeito na situação. Soa familiar, além de lançado na época apropriada, certo? A solução na ficção foi contratar um produtor de Hollywood para criar uma guerra falsa com a Albânia e dar novo foco às pessoas.
South Park : Maior Melhor E Sem Cortes - Trata-se de mais um caso em que a necessidade bélica norte-americana se faz evidente. E mais uma vez sobra para o Canadá. Muito antes de Sacha Baron Cohen criar seu ditador, Matt Stone e Trey Parker colocaram Saddam Hussein, em versão animada, para ser o amante do Diabo. Eles têm uma relação abusiva - na qual a parte abusada é o Demo.
Bob Roberts - Esse mockumentário satírico de Tim Robbins, estreia dele na direção, mostra a ascenção de Bob Roberts, político conservador que disputa uma vaga no senado norte-americano. O escritor Gore Vidal integra o elenco.
Um Pobretão na Casa Branca - Chris Rock dirigiu, produziu, escreveu e protagonizou esse longa em que interpreta o detentor de um cargo político pequeno. De repente, ele é demitido e indicado de surpresa como candidato à presidência pelo seu partido – que tem suas próprias intenções com essa jogada.
Candidato Aloprado - Depois de passer anos falando sobre política em seu talk-show, Tom Dobbs (Robin Williams) resolve mudar de papel e de fato fazer parte da política, disputando a presidência dos Estados Unidos.
Politicamente Incorreto - O filme de 1998 tem Warren Beatty contribuindo no roteiro, produção e ainda estrelando e dirigindo. Ele baseou a história em seu amigo, o político John Jay Hooker. Na trama, um senador da Califórnia se divide entre tentar a reeleição e fugir de um assassino que foi contratado para matá-lo.
Promessas de um Cara de Pau - Se já é desesperador pensar em como o eleitor, de forma geral, chega às urnas despreparado, imagine um universo em que o resultado da eleição depende de um único voto, o voto de uma pessoa que é despreparada acima da média? É o que acontece nessa eleição presidencial fictícia.