Conheça os supergrupos da música internacional

Redação Publicado em 08/12/2012, às 12h53 - Atualizado às 12h56

Quando os grandes se reúnem: muitas vezes, os trabalhos em carreiras solo ou com suas bandas não satisfaz, e nessa hora nascem os supergrupos. Conheça dez deles.
Reprodução/Facebook oficial

Formado em 1969, o Crosby, Stills & Nash é um dos primeiros supergrupos de que se tem notícia, ao juntar integrantes dos Byrds (David Crosby), Buffalo Springfield (Stephen Stills) e The Hollies (Graham Nash). Naquele mesmo ano, após gravar seu primeiro disco, homônimo, o trio convidou Neil Young, ex-companheiro de Stills no Buffalo Springfield, para dar uma cara mais roqueira para seu som, que resultou no álbum Dèja Vu. Entre idas e vindas, com ou sem Young, o CSN já gravou oito álbuns, e, em 2012 veio ao Brasil para três grandes apresentações.
A princípio, a reunião de George Harrison, Jeff Lynne, Bob Dylan, Tom Petty e Roy Orbison aconteceria apenas para gravar o lado B de um single de Harrison, mas a gravadora Warner Bros gostou tanto do resultado que pediu um disco inteiro ao grupo. Nascia assim o Traveling Wilburys, que chegou a vender milhões de cópias em 1988. A carreira do grupo, entretanto, teve término prematuro com a morte de Orbison no final daquele ano. Em 1990, os quatro ainda gravaram outro álbum, The Traveling Wilburys Vol. 3, sem o mesmo sucesso.
Criada para executar a trilha sonora do filme Os Cinco Garotos de Liverpool, com canções registradas (mas não compostas) pelos Beatles, a Backbeat Band é um verdadeiro “quem é quem” do rock alternativo norte-americano das décadas de 1980 e 1990. Nos vocais, Dave Pirner (Soul Asylum) e Greg Dulli (Afghan Whigs); nas guitarras, Thurston Moore (Sonic Youth) e Don Fleming (Gumball); no baixo, Mike Mills (R.E.M.), e na bateria, ninguém menos que Dave Grohl. Está bom ou quer mais?
A Backbeat Band, entretanto, não foi o único supergrupo no qual Dave Grohl se envolveu. Em 2009, o ex-baterista do Nirvana se juntou ao amigo Josh Homme (do Queens of the Stone Age) e ao ídolo John Paul Jones (do Led Zeppelin) e formou o Them Crooked Vultures, que naquele ano lançou seu primeiro álbum, de músicas como “New Fang” e “Elephant”. O trio tem planos para uma sequência, mas a rotina de turnês e gravações das bandas titulares de Grohl e Homme deixou o Them Crooked Vultures sem data definida para um retorno.
Em 2000, o vocalista do Rage Against the Machine, Zack de la Rocha, divulgou que estava deixando a banda. Tom Morello, Tim Commerford e Brad Wilk, os outros integrantes do grupo, quiseram ficar juntos, e, seguindo uma sugestão do produtor Rick Rubin, convidaram Chris Cornell, do Soundgarden, para formar o Audioslave, entre 2001 e 2007. Além de hits como “Cochise” e “Like a Stone”, o grupo ainda fez história a ser a primeira banda norte-americana a tocar ao ar livre em Cuba.
No começo dos anos 2000, os fãs conservadores dos Guns N’ Roses torceram o nariz para este grupo, que juntava Slash, Duff McKagan e Matt Sorum com o ex-vocalista do Stone Temple Pilots, Scott Weiland. Entretanto, para quem deixou o preconceito de lado, o Velvet Revolver produziu hard rock de boa qualidade em dois discos: Contraband, de 2004, e Libertad, de 2007. Em hiato desde 2008, o grupo já veio ao Brasil em 2007, para abrir para o Aerosmith em SP.
Uma boa promessa para 2013 é o Atoms for Peace, grupo experimental de rock e música eletrônica formado por Thom Yorke (Radiohead), Flea (Red Hot Chili Peppers), o produtor Nigel Godrich, Joey Waronker (baterista de turnê de Beck e R.E.M.) e o percussionista brasileiro Mauro Refosco. Após shows no Coachella em 2010 e um single lançado em setembro, o primeiro disco do grupo, Amok, chega às lojas norte-americanas em fevereiro.
Um exército do power pop. Assim pode ser definido o Tinted Windows, que conta com James Iha (Smashing Pumpkins), Taylor Hanson (Hanson), Adam Schlesinger (Fountains of Wayne) e o veterano Bun E. Carlos (Cheap Trick). O grupo, que se formou em 2009, lançou um único álbum naquele mesmo ano, e, sem sucesso comercial, parou por aí.
Além de compor grandes canções, o guitarrista Jack White é um músico prolífico, e que gosta de trabalhar com pessoas diferentes. Mesmo tendo o White Stripes e o The Raconteurs para divulgar suas ideias, White achou que não era suficiente e criou o The Dead Weather em 2009. Ao lado dele, Alison Mosshart (The Kills), Dean Fertita (Queens of the Stone Age) e Jack Lawrence (companheiro de White nos Raconteurs) já lançaram dois discos: Horehound, de 2009, e Sea of Cowards, do ano seguinte.
Multifacetado, multietário e multiétnico, o Superheavy tinha tudo para ser uma salada tremenda, ao juntar Mick Jagger, Joss Stone, Dave Stewart (Eurythmics), Damian Marley e o compositor indiano A. R. Rahman (responsável pela trilha de Quem Quer Ser Um Milionário?). Entretanto, a união de tantas ideias diferentes deu certo -basta ouvir o álbum homônimo do grupo, lançado em 2011, para perceber.