Converse Rubber Tracks divulga vídeos de 13 faixas originais gravadas pelo projeto

Redação Publicado em 07/12/2015, às 18h51 - Atualizado às 18h59

Galeria - Converse Rubber Tracks - Capa
Reprodução/Vídeo

Water Rats (São Paulo, Brasil) – gravado no Avast Recording Co., em Seattle, Washington, Estados Unidos



O Water Rats foi formado em 2012, contando com o vocalista, Alexandre Capilé (que agora assina Alexandre Zampieri), e o baterista, Renê Bernuncia, do Sugar Kane. Completam a banda Pedro Gripe e Bi Coveiro. Em Seattle, eles registraram as 6 faixas que compõem o EP Hellway to High.

Vídeo:


Vaya Futuro (Cidade do México, México) – gravado no Greenhouse Studios em Reykjavik, Alemanha



Formada em 2008 e liderado por Luis Aguilar, o grupo lançou este ano o segundo disco, Perro Verde Y Triste. Aguilar e os outros integrantes, Aldair Cerezo, Julio Pillado, Miguel Ahuage, começaram a carreira com outro nome, atendendo como Celofán. Mas outra banda patenteou o nome e eles tiveram que recomeçar como Vaya Futuro.


The Lytics (Winnipeg, Canadá) - Gravado no Converse Rubber Tracks no Brooklyn, Nova York, Estados Unidos



O Lytics foi notícia no mundo todo ao colaborar com o lendário Mike D, do Beastie Boys, na gravação viabilizada pelo Converse Rubber Tracks. Fazendo rap com influência de Mos Def e A Tribe Called Quest, o grupo é uma empreitada familiar: os irmãos Andrew e Anthony “Ashy” Sannie rimavam juntos desde pequenos ao lado do primo, Mungala “Munga” Londe, que morava com a família. Mais tarde, o primogênito Alex “B-Flat” Sannie entrou em cena com as batidas e produção.


Pumpkins (Xinxiang, China) - Gravado no Hansa Tonstudio em Berlim, Alemanha



Os punks “old school” do Pumpkins nunca tinham saído da China antes dessa viagem para a Alemanha. O trio se formou em 2009, reunindo amigos de escola, e lançou o primeiro álbum, Eros Is a Pimp, este ano. Apesar de ser bem diferente do punk com o qual o ocidente está acostumado, os elementos básicos estão lá: som sujo, rápido e com muito volume.


Planta Carnívora (Santiago, Chile) - Gravado no Stankonia em Atlanta, Geórgia, Estados Unidos



Representando a cena do rap chileno, a Planta Carnívora faz um som cru e cheio de improvisação, um hip-hop totalmente independente que foge de tudo que tem sido feito no gênero.


Pax Bai (Chengdu, China) - Gravado no Sunset Sound, em Los Angeles, Califórnia, Estados Unidos



O grupo foi aos Estados Unidos pela primeira vez para essa gravação. Dentre as experiências novas, eles tiveram a chance de passear por Los Angeles com Lee Spielman, do Trash Talk, que também ajudou a modelar o som dos chineses no estúdio.


Magic Gang (Brighton, Reino Unido) - Gravado no Tuff Gong, em Kingston, Jamaica



O quarteto já é bastante conhecido de quem segue a cena indie britânica. Os quatro integrantes já produziram o som de outras bandas britânicas e integraram outros grupos. Na Jamaica, a gravação deles contou com uma participação especialíssima: o duo de reggae Sly & Robbie ajudou a orientar os britânicos em estúdio.


Indische Party (Jacarta, Indonésia) - Gravado no Abbey Road, em Londres, Inglaterra



O Indische Party faz um som inesperado para uma banda oriunda de Jacarta, na Indonésia: R&B clássico, bem pautado pelo som das antigas que nasceu nos guetos dos Estados Unidos.


Fever Charm (Oakland, Califórnia, EUA) - Gravado no Studios 301 em Sydney, Austrália



Mais um representante da Califórnia, o Fever Charm (Ari Berl, Theo Quayle, Yianni Anastos-Prastacos e JT Gagarin) lançou este ano o disco Buenos Aires. Os quatro rapazes não negam as raízes e se dividem entre a música, o surfe e o skate.


Coro MC (Fortaleza, Brasil) - Gravado no Toca do Bandido, no Rio de Janeiro, Brasil



O rapper e beatmaker brasileiro foi uma das grandes apostas do projeto. De origem humilde, Coro superou muitas dificuldades ao longo de sua trajetória, mas seu talento o levou até o Rio, na lendária Toca do Bandido, para realizar o sonho de gravar seu som. De quebra, ele ainda teve a chance de conhecer o ídolo MV Bill.


Down & Outlaws (San Francisco, Califórnia, EUA) - Gravado no estúdio The Warehouse, em Vancouver, Canadá



O quarteto californiano formado por Peter Danzig, Kyle Luck, Chris Danzig e Jon Carr é simplesmente apaixonado por tudo que diz respeito ao rock e segue suas inspirações, como The Stooges e Black Rebel Motorcycle Club.


Diamond Thug (Cidade do Cabo, África do Sul) - Gravado no Converse Rubber Tracks, em Boston, Massachusetts, Estados Unidos



O trio formado por Queiros e Adrian Culhane e Chantel Van T. faz pop rock, apesar de o nome do grupo passar a impressão de que trata-se de um gangsta rapper.


ChaCha & IN3 (Shanghai e Beijing, China) – Gravado no Stankonia em Atlanta, Geórgia, Estados Unidos



A combinação entre o cantor/compositor/DJ ChaCha, de Shangai, e o duo de hip-hop de Beijing resume o espírito desbravador do projeto. Inovadores e peças-chave na evolução da cena musical chinesa, esses artistas se reuniram em Atlanta.