Grandes momentos do SXSW 2014

Redação Publicado em 17/03/2014, às 17h48 - Atualizado às 18h09

Julian Casablancas foi um dos destaques do festival, este ano. Veja mais a seguir.
Jack Plunkett/AP

Enquanto o Lollapalooza Brasil espera pelo Soundgarden, um dos headliners desta edição, no SXSW a banda liderada pela poderosa voz de Chris Cornell simplesmente executou o disco Superunknown na íntegra. O álbum completa 20 anos de lançamento em 2014 e é um daqueles que realmente merecem ter o aniversário de duas décadas celebrado.
Julian Casablancas e a nova banda que o acompanha, The Voidz, se apresentaram duas vezes no SXSW. E mostraram várias músicas que estarão no segundo álbum solo da carreira do vocalista do Strokes, cujo lançamento acontece em abril. Apesar de toda a expectativa, segundo o site especializado Stereogum, o show passou longe de ser empolgante. Mas estamos falando de Casablancas mostrando músicas pela primeira vez, então, entra na lista de grandes momentos.
Talvez você não conheça a banda Jared And The Mill, que bebe desta fonte neo-folk, mas, para a garota Mason Endres, esta é a melhor banda do mundo. O problema é que Mason foi uma das 23 pessoas feridas no atropelamento que ocorreu na última quinta, 13, e ainda deixou outras três vítimas fatais. A banda, ao saber que Mason era uma grande fã e que não poderia mais ir ao show deles no SXSW por causa das lesões sofridas no acidente, decidiu ir ao hospital e fazer uma performance especialmente para a garota. Emocionante.
A eterna “Blondie” Debbie Harry fez uma aparição surpresa no show da banda Dum Dum Girls para apresentar uma versão de “Dreaming”, do disco Eat to the Beat (1979). Como não amar?
Difícil dizer se isso era, de fato, um grande momento. Mas a série de vômitos+xingamentos protagonizada por Lady Gaga e pela artista Millie Brown deu o que falar. E gerou muita polêmica nas redes sociais, algo que foi aprovado pela cantora pop. “Foi estimulante ver as pessoas discutindo se era arte ou não”. Saiba mais aqui.
“Pela primeira vez esta música será tocada da sua forma mais pura e original”, anunciou Damon Albarn, antes de chamar Del the Funky Homosapien e Dan the Automator para tocar “Clint Eastwood”, do Gorillaz. E Snoop Dogg também subiu ao palco durante a performance.
E Damon Albarn conquistou mais uma posição nos melhores momentos do festival quando chegou o rapper De La Soul para reviver a versão original, que saiu no disco Demon Days, de 2005.
Dificilmente a reunião dos rappers mais peso-pesados dos anos 2000 ficaria fora da lista. Jay Z e Kanye West ainda reinterpretaram músicas do disco Watch The Throne, no qual dividiam os vocais. No show ainda foi possível ver Tyler, the Creator surfando nas mãos da plateia.