Guns N' Roses: 5 motivos pelos quais a formação clássica irá e não irá se reunir

Andy Greene Publicado em 16/11/2015, às 19h18 - Atualizado em 25/11/2015, às 18h20

Galeria - volta do Guns N' Roses - abre

Ver Galeria
(12 imagens)

Rumores de uma reunião do Guns N’ Roses tem sido ventilados por meses, mas as coisas entraram em nível semi-nuclear nas últimas semanas, quando uma notícia do Dish Nation disse que ela iria acontecer e Brandi Glanville, amigo da esposa de Duff McKagan, comentou que “o Guns N’ Roses está voltando, seus f***!” em entrevista em vídeo. Tuítes da conta oficial da banda alimentaram as especulações e até Nikki Sixx, do Mötley Crüe, já falou sobre o assunto.



Para ser claro, nada disso representa confirmação. Não estamos descreditando as pessoas do Dish Nation, e é possível que eles tenham o furo roqueiro da década, mas gostaríamos de saber um pouco mais. Tem também aquela entrevista do Slash a uma TV sueca, na qual ele disse que “provavelmente demorou demais” sobre ele fazer as pazes com Axl Rose. Chame-nos de cínicos, mas o vídeo parece ser um pouco suspeito. É possível que a aspa esteja fora de contexto ou Slash não tenha entendido bem a pergunta.



Então, o Guns N’ Roses está prestes a anunciar uma turnê de 200 datas em estádios ou Axl Rose nunca aparecerá em público novamente? A seguir, listamos cinco razões prováveis pelas quais a formação clássica irá e não irá se reunir



Por Andy Greene