Jay Z revela as exigências que fez à loja Barneys depois que ela sofreu acusações de racismo

“Estou em uma posição privilegiada de poder usar minha voz para gerar mudanças nessa questão perturbadora”, disse o rapper

Rolling Stone EUA Publicado em 18/11/2013, às 10h06 - Atualizado às 10h50

Jay-Z
AP

Jay Z declarou que está enfrentando de frente a acusação de rasicmo sofrida pela loja de alta classe Barneys, com a qual ele tem uma parceria. O rapper divulgou um segundo comunicado a respeito do caso comentando a colaboração com a famosa loja de departamento de Nova York. No texto, ele defendeu a decisão de continuar com sua linha de roupas, mas contou que fez uma série de exigências.

Galeria: As dez maiores brigas da história do rap.

"Enquanto aguardo a investigação oficial, concordei em dar continuidade ao lançamento da coleção BNY SCC, mas com a condição de que eu tenho um papel de líder e um lugar em um conselho criado especificamente para lidar com a questão de racismo”, escreveu Jay Z. De acordo com o rapper, ele tem uma equipe acompanhando de perto o caso. "Estou em uma posição privilegiada de poder usar minha voz para gerar mudanças nessa questão perturbadora. A posição fácil teria sido ir embora e deixar o papel de criar políticas para os outros na esperança de que alguém cuidasse do problema. Eu não vou largar a resolução disso nas mãos dos outros. Eu vou assumir esse problema tendo todo o poder de aconselhar, revisar e analisar essas políticas a partir de agora. Escolhi encarar isso de frente.”

Galeria: Saiba quais os livros preferidos de dez artistas da música.

Dois clientes negros recentemente acusaram a Barneys de discriminação racial quando policiais os detiveram depois que eles gastaram muito dinheiro na loja. Um dos clientes, Trayon Christian, entrou com um processo contra a loja. O CEO da Barneys pediu desculpa e concordou encontrar os representantes da National Action Network de Al Sharpton “para iniciar um diálogo a respeito do problema”, a loja escreveu no Facebook.

Parte dos lucros da parceria de Jay Z com a Barneys, que envolve uma coleção natalina de roupas e acessórios, vai beneficiar a Shawn Carter Foundation. A fundação do rapper vai receber 100% de todas as vendas da colaboração, além de 10% de todas as vendas da Barneys no dia 20 de novembro.