Kanye West convoca boicote à marca Louis Vuitton

Kanye ficou revoltando quando o vice-presidente da grife, Yves Carcelle, não quis se encontrar com ele quando o rapper estava em Paris

Redação Publicado em 27/11/2013, às 11h53 - Atualizado às 11h55

Kanye West e Bob Dylan: Property of Yeezus

Quem pensou que Kanye poderia recriar o mais recente disco com Bob “Zeezus” Dylan? Os dois gigantes poderia fazer um rap bíblico.
Julio Cortez/AP

Kanye West foi a um programa de rádio e pediu para que toda a cidade de Nova York boicotasse a marca Louis Vuitton.

"Todo mundo em Nova York City agora, não comprem nada da Louis Vuitton até depois de janeiro", disse.

A revolta dele tem a ver com uma ida a Paris. Quando ele estava na cidade, quis se encontrar com o vice-presidente da grife, Yves Carcelle, que não aceitou marcar a reunião. Segundo ele, Carcelle teria dito não entender por que razão deveria se encontrar com o rapper, o que o revoltou. “E agora, quer se encontrar comigo? Agora quer se encontrar comigo?”, perguntou depois de promover o boicote. “Influência. Eles acham que não tenho noção de quanto poder eu tenho”, completou.