Kathy Griffin será a substituta de Joan Rivers no Fashion Police

Aos 54 anos, a atriz e comediante coleciona prêmios

Redação Publicado em 02/12/2014, às 11h25 - Atualizado às 11h43

Kathy Griffin
Chris Pizzello/AP

A atriz e comediante Kathy Griffin substituirá Joan Rivers, que morreu recentemente, no elenco do programa Fashion Police. As informações foram publicada pelo site E! Entertainment nesta segunda, 1º.

Doze escândalos do mundo da moda.

Aos 54 anos, Kathy, que coleciona prêmios como o Emmy e o Grammy, será a nova companheira de Kelly Osbourne, de Giuliana Rancic e do estilista Brad Goreski no programa que fez críticas nada elogiosas os figurinos das celebridades.

A filha de Joan, Melissa Rivers, que já apresentou o programa, continua como produtora-executiva do Fashion Police.

Além da música: o legado fashion de Amy Winehouse.

Sobre a morte de Joan Rivers

A comediante e presentadora Joan Rivers, que morreu aos 81 anos no dia 4 de setembro, sofreu falta de oxigênio no cérebro durante um procedimento cirúrgico nas cordas vocais no final de agosto. A causa da morte da apresentadora foi revelada em 16 de outubro pelo New York City Medical Examiner.

“O centro de legistas completou sua investigação”, diz o boletim médico divulgado. “A causa da morte da Senhora Rivers foi encefalopatia causada devido a uma parada hipóxica durante uma laringoscopia e endoscopia digestiva feita com alto nível de sedação por meio de propofol para avaliar as alterações de voz e doença de refluxo gastrointestinal. Uma complicação terapêutica causou a morte. A classificação de uma morte como uma complicação terapêutica significa que a morte resultou de uma complicação previsível de tratamento médico.”

Além dos vestidos de princesa: a moda em filmes de animação.

De acordo com o tabloide New York Daily News, a cirurgia na garganta chegou a ser interrompida quando um médico chegou à clínica e decidiu fazer uma biópsia em suas cordas vocais. Uma fonte ainda afirmou à publicação que, "Se ela estivesse em um hospital quando isso aconteceu, ela poderia ter saído bem".