HOTLIST #9

Lista com os lançamentos preferidos da Rolling Stone: Jup do Bairro, Marisa Monte, Don L, Luana Carvalho, ABC Love, Aíla com Luísa e os Alquimistas e mais

Pedro Antunes, editor-chefe Publicado em 12/06/2020, às 10h30

None

Atriz, palestrante, performer… Cantora. Jup do Bairro lançou o primeiro álbum, Corpo Sem Juízo, depois de tanta expectativa criada em torno. E, por isso, foi esse o disco escolhido para abrir a HOTLIST, a lista com os lançamentos mais quentes da música brasileira. 

+++ HOTLIST: Lançamentos de Kanye West, Margareth Menezes, Josyara, Karol de Souza e Choice

Nesta sexta-feira, 12, as produções vão de Marisa Monte ao rapper Don L. Passamos pela música eletrônica do B.A.D.A. ao samba melancólico de Luana Carvalho.

Toda semana, vamos entregar aqui uma lista com os lançamentos preferidos nessa HOTLIST. E é gosto, mesmo, não tem essa de likes, números de seguidores, views ou recordes, ok? Os textinhos, curtos e dinâmicos, seguem essa linha: uma união de curadoria e emoção.

Vamos lá? 

 Jup do Bairro - 'Corpo Sem Juízo'

Libertário e atravessador, o disco de Jup do Bairro é um marco fundamental para si e para quem aperta o play. "É como se fosse uma extensão de mim, a possibilidade de imortalizar as minhas memórias, o meu corpo", diz Jup em uma carta enviada à imprensa.

A experiência de audição é, de fato, transformadora. A pessoalidade salta aos ouvidos e as referências são pescadas gradualmente enquanto Jup mostra o próprio mundo. De 'Transgressão", faixa que ganhou clipe, até a impressionante versão à capella de "Corpo Sem Juízo", que encerra o disco, transcende gêneros que vão do funk ao pop, passando por outras delícias sonoras. (Texto: Pedro Antunes)

+++ HOTLIST: Lançamentos de Céu, Elza Soares, Chico César, Rael, Ana Frango Elétrico, Jade Baraldo, Zudizilla e Lulina


Marisa Monte - 'Cinephonia' e 'Memórias 2001 – Ao Vivo'

Nos últimos quatro anos, Marisa Monte se dedicou a encontrar e restaurar as memórias musicais que acumulou ao longo da carreira. Revisitou arquivos de áudio de K7 à vídeos registrados em VHS, encontrou fotografias, partituras, rascunhos, manuscritos, matérias publicadas na imprensa e mais.

Com o auxílio de profissionais especialistas (foram arquivistas, biblioteconomistas, pesquisadores, restauradores de áudio e vídeo, técnicos em informática, segundo ela conta em um vídeo de apresentação do projeto), ela lança Cinephonia.

O resultado pode ser encontrado no site interativo (acesse Cinephonia aqui).

Isso não é tudo. Como parte do processo de encontro com a Marisa Monte do passado, surgiu o lançamento do álbum ao vivo Memórias 2001 – Ao Vivo, já disponível em todas as plataformas digitais. Dentro desse repertório relançado está a música "Acontecimento", do Hyldon, que estava no show, mas não entrou no corte final do DVD da época. (Texto: P.A.)

HOTLIST: Lançamentos de Fresno, Vanguart, Djonga, Anavitória e Vitor Kley e Tiago Iorc com Turma da Mônica, 13LUM3 e Kevin o Chris com Pocah


Aíla e Luísa e os Alquimistas - 'Amor e Sacanagem'

Duas vozes promissoras da nova música brasileira que rompe barreiras tradicionais e rígidas erguidas por uma indústria conservadora ao longo de décadas, Aíla e Luísa e os Alquimistas se juntam no lançamento de "Amor e Sacanagem".

Sim, o lançamento do single (que pode ser ouvido no player abaixo) no Dia dos Namorados é providencial - e delicioso. "Gata, você tem coragem de experimentar amor e sacanagem?", diz a canção. Boa para mandar aquela indireta para aquele flerte na web. (Texto: P.A.)


Don L - 'Kelefeeling (Verso Livre)'

Don L faz das músicas no modo Verso Livre um processo de transição. Dessa vez, não é diferente. Com "Kelefeeling (Verso Livre)", ele prepara o terreno para o novo álbum, Roteiro Pra Aïnouz, Vol 2., disco que sucede o Vol. 3, lançado em 2017 e eleito, recentemente, como o melhor disco de rap nacional lançado entre 2015 a 2019, segundo o site Genius Brasil.

"Kelefeeling" usa do formato livre para fazer uma oração. Don L fala com a criatividade, com a Deusa, em uma troca que sugere proximidade. Tem ironia, tem desabafo, tem um pedido de ajuda. Intenso, com aquele flow maneiro entorpecido de boas referências que vão de Sófocles a Shakespeare, Don L abre os caminhos para um novo momento acompanhado pelo o que ele ganhou de trio de ouro: Deryck Cabrera (beat), Nave (produção) e Luiz Café (pós-produção). Eles estarão ao lado de Don L no novo álbum.

Para acompanhar o single, foi criado o clipe que pode ser assistido abaixo, com direção dos impressionantes e criativos Aisha MBikila e Helder Fruteira. (Texto: P.A.)


ABC Love - 'Back To Love'

A figura misteriosa da banda ABC Love, nome artístico do sujeito de rosco desconhecido, soltou um EP cheio de amor e sensualidade indie justamente no Dia dos Namorados. "Back To Love" (Balaclava Records) é um esfumaçado e enigmático convite ao amor.

Entre sintetizadores e clima intimista, o sussurro cantado de Gevard Du Love (vocalista do ABC Love) se junta às vozes de Gab Ferreira, YMA, Viktor Murer e J. Viegas. Das músicas, "Flertes", com as vozes de Gab e YMA, é deliciosamente contagiante, justamente como o tal "só um desejo" cantada na canção. Ouça a música no player abaixo. O EP completo está nas plataformas digitais (acesse aqui a lista). (Texto: P.A.)


L'Homme Statue - 'Desejos'

Loic Koutana, performer impressionante da banda Teto Preto, lança o quarto single do projeto solo chamado L'Homme Statue. "Desejos" inflama sem precisar sair de uma atmosfera noturna, de sintetizadores viciantes e bateria eletrônica.

Como se fosse uma intervenção artística já dentro de outra intervenção artística, a batida de funk invade "Desejos" e depois se vai.

Loic, que nasceu na França e morou na Costa do Marfim antes de chegar no Brasil, experimenta linguagens diferentes como L'Homme Statue. O single anterior, "Sai do Meu Caminho" (2020), por exemplo, ele faz um rap completamente em português. Em "Desejos", ele canta em inglês. (Texto: P.A.)


Luana Carvalho - 'Baile de Máscara'

Luana Carvalho fez Baile de Máscara, o novo álbum, em homenagem à mãe, Beth Carvalho. Delicado, sincero, orgânico e quente, o disco emociona ao passar por cenas de bailes de carnaval melancólicos, amparados pela voz aconchegante de Luana.

"Minha mãe e meu pai morreram num curto espaço dos últimos anos. Nas duas ocasiões me veio uma frase na cabeça: viver, morrer, seguir vivendo, tudo é apenas uma maneira de entrar no baile", escreveu a artista sobre o disco.

Um álbum nascido da perda. Um trabalho gestado dentro desse processo de quarentena iniciado justamente depois do carnaval. (Texto: P.A.)


B.A.D.A. - "Exile"

Pedro Cesario assume a persona artística de B.A.D.A. para se aventurar por caminhos sonoros entre beats, sintetizadores e vozes entorpecidas de efeitos.

Desde 2019, já foram lançados 9 singles nas plataformas digitais. É interessante perceber as viagens estéticas que saltam de uma música para a outra, sem dúvida. Com destaque para Balanço, que evoca o sacudir do mar com versos em português (que pode ser ouvida aqui), e para "Exile" (no player abaixo). (Texto: P.A.)


Nanasai - "Shawty"

Brasileiro que mora no Japão, Nanasai é um artista do novo R&B que explodiu com a música derretida de amor chamada "Joias do Infinito" (sim, com referências aos artefatos dos filmes dos Vingadores, da Marvel).

O trampo de Nanasai flutua por uma sonoridade que vai dos beats lo-fi à chill. Ele não tem medo das canções de amor - pelo contrário, cresce com elas.

Por isso, numa data como o Dia dos Namorados, Nanasai cresce. "'Shawty' é uma letra simples, porém chiclete. Um pouco diferente do que estou habituado a fazer, mas foi um insight que tive e dedico aos casais que me escutam e para os apaixonados", contou o artista.

O single pode ser ouvido aqui (ouça "Shawty" nas plataformas digitais aqui) e, às 14h desta sexta-feira, 12, o clipe estará disponível no YouTube. (Texto: P.A.)


J. Velloso e e Recôncavo Experimental - 'Santo Antônio'

A música "Santo Antônio", de J. Velloso, foi eternizada por Maria Bethânia (registrada no álbum Brasileirinho Ao Vivo, de 2015), e ganha agora uma nova versão pelo próprio autor.

Velloso se uniu à banda Recôncavo Experimental para criar esse momento 2.0 de "Santo Antônio", o primeiro dos santos juninos. Do samba tradicional à distorção de guitarras, a música ganha uma interpretação contemporânea pertinente. (Texto: P.A.)


Rodrigo José - Volume 3

Brega chic ou "chic 10", como ele mesmo diz e dá nome à banda que o acompanha, Rodrigo José faz do brega sua religião musical com muia potência. Assim é Volume 3, o novíssimo lançamento do artista. 

O álbum apresenta a maturidade artística de José e parcerias inéditas com Zeca Baleiro (em "Desde Que Te Vi) e Nil Bernardes (em "Sheila Minha Amada"), canções de autoria própria (como é o caso de "Volta Amor" e "Mariana") e regravações fora do óbvio, com destaque para "Tenho" (Sidney Magal), "Meu Ex-Amor" (sucesso de Amado Batista) e "A Dois Passos do Paraíso", da Blitz. 

Ouça o disco completo aqui

 


Tupiniquin - Canções Pro Fim do Mundo

Canções Pro Fim do Mundo, trabalho delicado de Jorge Tupiniquin, foi gestado durante quatro anos e chega às plataformas digitais (escolha aqui a sua favorita) justamente quando o mundo está à beira do colapso.

Adorei como a voz de Tupiniquin é naturalmente grave, mas com bom alcance nas notas mais agudas, principalmente nos versos e estrofes de maior entrega. Ouça, também, "Consolação", a segunda do disco, e "Cristalina", que ganhou um clipe que pode ser assistido no player abaixo. Dramático e apoteótico. 

Com Canções Pro Fim do Mundo, gravado no Ceará no estúdio Totem, ele reuniu um dream team de músicos capitaneados por pelo produtor e também baterista do disco Yuri Kalil: Dustan Gallas (piano e sintetizadores), Fernando Catatau (guitarra), Regis Damasceno (violão de 12 cordas) e Dengue (baixo). (Texto: P.A.)