Linhas de calçados de músicos: qual a melhor?

Kanye, Jessica, Fergie: uma disputa acirrada para estar no topo no mundo dos sapatos

Julianne Escobedo Shepherd Publicado em 13/04/2014, às 12h24 - Atualizado às 14h19

Galeria – shows 2014 - Kanye West
Julio Cortez/AP

Kanye West lançou o aguardado e especial Nike Air Yeezy 2 Red Octobers em fevereiro, mas o sucesso foi tanto que parece que faz bem mais tempo. Os tênis se tornaram um fenômeno enorme em um período de tempo tão curto que parece que fazem parte da cultura da moda há anos. Eles se esgotaram em dez minutos – sendo que cada um estava sendo vendido por uma “bagatela” de US$245. Mesmo parecendo uma mistura de pele de lagarto com curativos faciais, a combinação de um calçado único e um dos popstars mais inovadores da atualidade era "legal demais" para ser ignorada. Fotos no Instagram de Kim Kardashian e North West usando os sapatos até inspiraram comentários invejosos.

Doze escândalos do mundo da moda

Os compradores obcecados por tênis são os mais vorazes, mas pode-se dizer que as empresas de calçados também são bem espertas quando se juntam com músicos e celebridades – alcançando os megafãs, além do consumidor comum no mercado. Mesmo que a colaboração não agregue “credibilidade fashion” à celebridade, pelo menos ajuda a diversificar suas fontes de renda com um item que é, geralmente, mais acessível. Em termos de varejo, é o passo seguinte depois do perfume próprio, que normalmente custa entre US$ 35 e US$ 60 e é o primeiro passo das celebridades para fazer dinheiro com a moda. Faz diferença se são feios? Talvez não. Contudo, assim como na música, “feio” é subjetivo. Na maioria das vezes. Os músicos mais "odiados" fazem os melhores sapatos? Talvez? A maioria deles são mulheres? Sim.

Relembre músicos que lançaram coleções próprias.

A coleção de calçados de Jessica Simpson é uma das linhas mais onipresentes de celebridades/músicos, sendo distribuída por grandes lojas de departamento e outlets como DSW. A estética dos sapatos combina com aquilo que imaginamos Jessica usando – várias plataformas, nada muito chocante, e uma imitação ou outra (como o modelo The Calkins, uma versão mais barata do popular modelo Pacha, de Manolo Blahnik).

A maior competidora de Simpson no mercado de calçados é Fergie, que tem um estilo parecido a preços semelhantes nas mesmas lojas. Nenhuma das linhas vai alcançar o fenômeno de Yeezy, mas a oferta e a demanda criam a possibilidade de uma pessoa comprar o modelo Gardenia, de Fergie, assim como o semelhante Weele, de Simpson, em vez de pagar muito mais em marcas como Alexander Wang, Tibi ou Alaia. Você gosta de deixar os dedos do pé à mostra? Procure os sapatos de Mariah Carey, a maior fã de peeptoes. Botas? Miranda Lambert. Saltos stiletto? Gwen Stefani tem a linha L.A.M.B., apesar de os preços serem mais altos do que a média.

Ironicamente, o músico que está a mais tempo contribuindo com a indústria de sapatos é Carlos Santana, que atua no mercado de calçados femininos desde os anos 1990. Se os tênis de Kanye pareciam inspirados em lagartos, os de Santana são, literalmente, lagartos. É uma boa opção para quem quer criar um visual “National Geographic” ou “deserto chique”.