Lou Reed: dez homenagens ao vivo ao “animal” do rock

Redação Publicado em 01/11/2013, às 18h57 - Atualizado às 19h28

Galeria – Homenagens a Lou Reed – abre
Tamas Kovacs/AP

Em Lima, no Peru, o Blur tocou “Satellite of Love”, do clássico disco Transformer. “Tenho certeza que vocês gostarão de se juntar a nós”, disse Damon Albarn, ao público peruano.
“Walk On The Wild Side”, um dos maiores e mais populares hits de Lou Reed, ganhou uma versão na voz de Alex Turner, em companhia da banda dele, o Arctic Monkeys, em Liverpool.
Antes de executar a versão de “Pale Blue Eyes” (ao lado), Brandon Flowers falou que tentava emular o estilo de Lou Reed quando criou o hit “All The Things That I’ve Done”. Banda de Las Vegas e o músico colaboraram na faixa “Tranquilize”, lançada no disco deles Sawdust.
O Arcade Fire foi ao Capital Studios e mostrou todo o disco Reflektor. Quando foi tocar “Supersymmetry”, o grupo canadense ementou também “Perfect Day” e “Satellite of Love”, ambas do álbum Transformer. Como ao lado temos o áudio todo, vá para o 17º minuto.
O Twin Shadow, projeto de George Lewis Jr., fez uma adaptação cheia de nuances de “Perfect Day” – como é possível perceber, a música foi uma das preferidas nas homenagens.
“I’m Waiting For The Man” saiu no primeiro disco do Velvet Undergound, em 1967, e a famosa capa da banana criada por Andy Warhol. E foi justamente esta a música escolhida pelo Pearl Jam para homenagear o Lou.
Neil Young, Elvis Costello, Jenny Lewis e o My Morning Jacket tocaram juntos uma versão de “Oh Sweet Nuthin”, canção famosa por ser a última música do último disco do Velvet Underground, Loaded (1970).
Dono de uma das vozes mais sombrias do rock atual, Marck Lanegan fez emocionante execução de “Satellite of Love”, em Bruxelas.
Bandinha indie da Filadélfia, o The Districts fez um show no mesmo dia em que Lou Reed morreu e, em homenagem, tocou o hit “I’m Waiting for the Man”, do Velvet Underground.
O Phish provou, em uma versão de 11 minutos de “Rock and Roll”, do disco Loaded, do Velvet, que a influencia dwe Lou Reed é vai muito além do punk.