Retrospectiva: uma seleção com os maiores memes de 2013

Redação Publicado em 27/12/2013, às 09h29 - Atualizado às 09h38

A internet brasileira ganhou um rei em 2013: o Rei do Camarote. Alexander de Almeida se transformou em um meme depois de compartilhar os “10 mandamentos do Rei do Camarote”. Mas a briga por meme do ano tem muitos bons candidatos. Veja a seguir.
Reprodução

“Harlem Shake”

O norte-americano Baauer de uma hora para outra se tornou um dos DJs mais conhecidos do mundo. Isto graças a “Harlem Shake”, uma das músicas mais tocadas em 2013. Ou melhor: graças aos milhares de internautas ao redor do mundo que fizeram vídeos para a canção – sempre com a mesma fórmula.


Selfies

Não foi à toa que o dicionário Oxford elegeu “selfie” como a palavra do ano em 2013. O termo se multiplicou assim como as imagens de rostos nas redes sociais. Até mesmo Barack Obama entrou na onda durante o velório de Nelson Mandela. Mas você ficaria surpreso em descobrir que o criador da prática é ninguém menos que Sir Paul McCartney, como você pode conferir no vídeo ao lado.


Beyoncé no Super Bowl

Foi concedido a Beyoncé neste ano um dos palcos mais concorridos do mundo do entretenimento – o show de intervalo do Super Bowl. A cantora fez alguns de seus sucessos e convidou Kelly Rowland e Michelle Williams para uma pequena reunião do Destiny's Child. Mas o que bombou na internet nos dias seguintes foram as caretas e posições estranhas da diva entre um e outro passo de dança. Beyoncé não gostou da brincadeira, e passou a lidar com fotógrafos de forma muito mais rígida desde então.


Twerk

Apesar do grande sucesso do quadradinho de oito, sem dúvidas que o “passinho do ano” é o twerk. Popularizado por uma nova Miley Cyrus, que fez do twerk sua marca registrada, assim como a língua para fora, o movimento frenético de nádegas (que já existia no funk brasileiro, é preciso lembrar) se multiplicou pelo mundo e entrou para diversas letras de música durante este ano.


Cabras cantoras

Impossível descobrir quem foi o primeiro gênio a colocar cabras para cantar versos de músicas pop. Mas fato é que durante um tempo elas invadiram as redes sociais para participar dos mais diferentes tipos canção. Fizeram até uma “cabra roulette” para reunir as centenas de vídeos.


Rei do Camarote

A internet brasileira ganhou um rei em 2013. Alexander Augusto de Almeida alcançou o sucesso ao ser entrevistado pela revista Veja São Paulo em novembro e um vídeo com os “10 mandamentos do Rei do Camarote” logo se tornou um dos mais vistos nas redes sociais por aqui. Hoje é possível encontrar vídeos com “10 mandamentos” de tudo quanto é coisa.


Astronauta Bowie

O astronauta canadense Chris Hadfield já estava acostumado com a vida no espaço quando teve que retornar para a Terra. Como despedida, ele, que já era famoso na internet pelos vídeos que divulgava, gravou uma cover incrível de “Space Oddity”, de David Bowie, vista milhões de vezes no Youtube.


Gif biográfico

Uma nova moda invadiu redes sociais brasileiras em 2013. GIFs biográficos, que reúnem qualidades de alguém com imagens em sequência, homenagearam famosos e anônimos durante este ano.


Caetano Veloso e a burrice

Uma pergunta irritou Caetano Veloso durante entrevista dada ao programa Vox Populi, da TV Cultura, em 1978. Vez ou outra a internet resgata momentos do passado, e os segundos em que o cantor passa inconformado com o que ele acredita ser a burrice alheia viraram meme em 2013, mais de três décadas depois.


“The Fox (What Does the Fox Say?)”

Quando o ano começou, dificilmente os irmãos Bård e Vegard Urheim Ylvisåker pensavam que seriam responsáveis pelo vídeo mais visto do ano no Youtube. Mas os noruegueses, que formam o duo Ylvis, especularam sobre qual som a raposa faz e criaram um hit instantâneo.


No céu tem pão?

Lá estava Renato Aragão cumprindo sua presença obrigatória no Criança Esperança deste ano quando resolveu contar a comovente história de uma criança pobre que, antes de morrer, pergunta para a mãe se no céu tem pão. Acontece que internautas perceberam que aquela história já havia sido contada diversas vezes antes, e sempre da mesma maneira. A internet não perdoa.