Morre John Casablancas, fundador da Elite Models, que descobriu Gisele Bündchen

Pai do vocalista do Strokes tinha 70 anos e lutava contra um câncer

Redação Publicado em 20/07/2013, às 13h53 - Atualizado às 17h18

John Casablancas
ALBERT FERREIRA/AP

O magnata da moda John Casablancas, fundador da agência Elite Models, morreu aos 70 anos, depois de uma luta contra o câncer. A informação foi confirmada pelo Twitter de Sérgio Mattos, amigo e diretor da agência 40° Models. Segundo a assessoria de imprensa, ele morreu às 7h58 deste sábado, em casa, no Rio de Janeiro.

Moda: Gisele Bündchen estampou a capa da primeira edição da Rolling Stone Brasil. Leia aqui.

"Ele já estava lutando contra a doença há algum tempo. Esta semana, ele me mandou uma carta em tom de despedida. Ela sabia que não tinha mais chances de cura. A família chegou a montar um espécie de hospital em casa", disse Mattos ao jornal O Globo. "O John inventou as supermodelos. Antes dele, a modelo era apenas uma menina que vestia roupa. Depois, virou um celebridade. Ele inovou o mercado."

De acordo com o jornal Zero Hora, de Porto Alegre, Casablancas estava cercado pela família e pelos amigos. Ele havia passado recentemente por duas internações, no Hospital Samaritano, em abril e maio. Ainda não houve um pronunciamento oficial. A última foto postada no Facebook pela esposa do empresário, a ex-modelo brasileira Aline Casablancas, mostra o casal.

Moda: músicos que vão dos palcos para as passarelas.

John Casablancas, nascido em Nova York e descendente de espanhóis, é conhecido por ter criado o conceito de supermodelo. Ele foi responsável por descobrir e agenciar inúmeras top models, incluindo Cindy Crawford, Naomi Campbell, Claudia Schiffer (com ele na foto acima, tirada em 1996), Linda Evangelista, Adriana Lima e Alessandra Ambrósio. Mas o maior nome de sua lista de descobertas é o de Gisele Bündchen, com quem teve uma desavença pública, já que ela deixou a Elite Models, agência fundada por ele em Paris em 1972, quando começava a despontar na carreira. Gisele completa 33 anos neste sábado, 20.

O empresário também teve papel fundamental na carreira de diversas atrizes, entre elas Cameron Diaz, Kristen Dunst e Uma Thurman.

Moda: relembre figurinos marcantes do cinema.

O empresário deixou a Elite no ano 2000 e foi pai de cinco filhos, entre eles Julian Casablancas, vocalista do The Strokes. Em 2008, ele contou sua história na biografia Vida Modelo e lançou a agência Joy Model Management, que chegou a divulgar um concurso para "encontrar a nova Gisele".

Moda: músicos que vão dos palcos para as passarelas.

Repercussão

No Twitter, Luciana Gimenez, levada por Casablancas para trabalhar como modelo em Paris aos 16 anos, escreveu: "Acordei com uma triste noticia, eu perdi um grande amigo, uma pessoa que mudou a minha vida e inventou a carreira que hoje chamamos de Modelo".

Fernando Augusto Casablancas, filho dele, usou o Facebook para falar sobre o pai: "Se foi hoje um amigo, um amor, um pai. Posso dizer que, é claro, sinto muita tristeza quando se vem a dizer adeus. Porém, a palavra diz tudo: está tudo na mão de Deus agora e, seja como for, tudo estará bem. Sim, o mundo perde hoje um batalhador, mas o paraíso ganha mais um anjo. Te amo papai John. Você estará sempre comigo".

"RIP John Casablancas... Meu eterno amor e agradecimento por tudo... Luto na moda!", escreveu Sérgio Mattos. Ao ser questionado por pessoas no Twitter se Casablancas havia morrido, ele respondeu "sim, hoje".

Ana Beatriz Barros, outra modelo descoberta por ele, também se pronunciou, com uma foto no Instagram: "Meu mentor e eu. Verdadeiro amigo e inspiração. Te amo John Casablancas".

"RIP para a lenda das modelos John Casablancas. É o fim de uma era, e sua falta será sentida", escreveu a modelo e atriz norte-americana Amber Valletta, que alcançou a posição 16 no famoso ranking do Models.com.

A agência Star System, também fundada por Casablancas, postou a seguinte mensagem em seus canais oficiais: "Um verdadeiro visionário com um faro para descobrir talentos e a habilidade de levar modelos ao estrelato, John será para sempre lembrado como o homem que criou a supermodelo e mudou a face da indústria".

Alessandra Ambrósio, no Twitter: "Dia triste! Descanse em paz John! Obrigada por tudo!"