Mulher na bateria? Sim, e arrasando

Redação Publicado em 20/09/2017, às 16h16 - Atualizado às 16h19

Sheila E. - galeria bateristas
ASSOCIATED PRESS

Maureen Tucker

Quando surgiu, o som do Velvet Underground era totalmente diferente do que era feito na década de 1960. A batida minimalista e tribal de Maureen “Moe” Tucker influenciou decisivamente dezenas de bandas punk e artistas de vanguarda. Aqui, Maureen, Lou Reed, John Cale e Sterling Morrison são vistos tocando “Sweet Jane” no retorno do Velvet, em 1992.


Karen Carpenter

Poucos artistas dominaram as paradas da década de 1970 como a dupla The Carpenters, formada pelos irmãos Karen e Richard Carpenter. Eles eram especialistas em baladas românticas conduzidas pela voz angelical de Karen. Ela, que morreu tragicamente aos 32 anos devido a consequências da anorexia, também era uma baterista de primeira, tocando jazz, bossa nova, rock e outros estilos. Neste especial de televisão feito em 1976, Karen manda bala nos tambores.


Sandy West

Sandy West pode ter sido a menos celebrada integrante do quarteto The Runaways, porém, foi essencial na produção da banda, fornecendo a batida punk-pop que marcou o quarteto. Depois que a banda terminou, em 1979, Sandy foi aos poucos se afastando da música. Ela morreu em 2006, aos 47 anos, vitimada por um câncer de pulmão. Neste vídeo raro, Sandy canta “Wild Thing”, clássico do The Troggs, com as companheiras do Runaways ajudando nos vocais.


Sheila E.

Uma das forças propulsoras do groove da banda de Prince era Sheila Escovedo, mais conhecida como Sheila E. Atacando na percussão e na bateria, Sheila era uma presença inconfundível nos shows e discos do artista durantes as décadas de 1980 e 1990. Neste vídeo, ela mostra toda sua técnica no programa de David Letterman.


Cindy Blackman Santana

Esposa do lendário guitarrista Carlos Santana, Cindy Blackman Santana ganhou fama quando tocou com Lenny Kravitz. Ela tem uma longa e diversificada carreira e já trabalhou com grandes nomes do jazz, entre eles Cassandra Wilson, Pharoah Sanders e Ron Carter, além de ter gravado vários álbuns solo.


Patty Schemel

A baterista tocou com o Hole, banda liderada por Courtney Love, de 1992 até 1998. Na década de 2000, também esteve brevemente ao lado de Courtney durante a carreira solo da vocalista. Patty permanece na ativa, tocando em bandas alternativas e dando aulas de bateria. Em 2012, estreou Hit So Hard, documentário mostrando os altos e baixos de sua trajetória, incluindo cenas raras de Kurt Cobain (os dois eram amigos e foi o líder do Nirvana quem a indicou para o posto no Hole). Neste vídeo amador feito na festa de lançamento de Hit So Hard, Patty, Eric Erlandson, Melissa Auf Der Maur e Courtney tocam “Over The Edge”, cover da banda punk Wipers (o Hole lançou uma versão da música no EP Ask For It, de 1995).


Meg White

A batida estóica e certeira da subestimada Meg White elevou o rock de garagem com influência de blues feito pelo The White Stripes, banda que ela dividia com o cantor e guitarrista Jack White. A dupla é vista aqui tocando “Fell In Love With a Girl” no programa de David Letterman.


Janet Weiss

Desde que se juntou a Corin Tucker e Carrie Brownstein em 1996, Janet Weiss tem sido peça-chave do Sleater-Kinney, trazendo ferocidade e agressão primal ao som do trio que revigorou o som do movimento riot grrrl. Aqui, Janet e companheiras tocam “Youth Decay” ao vivo em Seattle, em 1999 (a gravação destaca o som da bateria).


Torry Castellano

Ex-baterista do quarteto de punk e power pop The Donnas, Torry Castellano teve que deixar a banda em 2009 devido a um problema nos ombros. Ela abandonou a música e formou-se em ciências políticas. Neste anúncio feito apara a loja Target, Torry faz um duelo de bateria com Bun E. Carlos, do Cheap Trick.


Veronica Bellino

Conhecida por tocar com o guitarrista Jeff Beck e com Richie Sambora (ex-Bon Jovi), Veronica Bellino também é muito requisitada em trabalhos de estúdio. A musicista é craque em todos os estilos, tocando heavy metal, punk rock e jazz fusion.