Queridos pestinhas: dez crianças que mais pentelharam os adultos no cinema

Redação Publicado em 16/11/2015, às 19h11 - Atualizado em 11/10/2017, às 18h04

Galeria Crianças - Esqueceram de Mim
Reprodução / Vídeo

O clássico da encheção de saco infantil, Dennis Mitchell, de Dennis, o Pimentinha (1993) era o vizinho que você nunca quis ter. Durante suas férias, ele fazia a vida do aposentado Senhor Wilson (Walter Matthau) um caos. Depois desse filme a lição é: conheça seus futuros vizinhos antes de se mudar.
O grupo de amigos de Os Goonies (1985) resolveu ter uma aventura nos moldes daquelas de Indiana Jones. Mas eles esqueceram um detalhe: são apenas crianças levadas pela busca por emoção. E isso, bom, eles encontraram de sobra. Com o tempo, o filme passou a trazer um sentimento nostálgico para os jovens dos anos 80 e 90, tornando-se cult.
Júnior, o ruivinho de O Pestinha (1990), está entre os mais arteiros de todos os tempos. Não que ele não tivesse bondade dentro daquela cabecinha engenhosa, ele mostra momentos de candura, mas o guri sabia como irritar os adultos – e os fazia sofrer até com certo sadismo. A cena ao lado, um clássico, mostra o garoto arruinando a festa de aniversário de uma amiguinha. Detalhe: fantasiado de diabinho. Precisa dizer mais?
“Meninas? Blergh!” “Meninos? Blergh!” As duas frases são clássicos do fofo Os Batutinhas e vinham do grupo de meninos e meninas, respectivamente. Eles formavam duas sociedades secretas de mentirinha que começam a ruir quando um deles, Alfalfa, se apaixona por uma delas, Darla. As crianças deixariam qualquer adulto de cabelo em pé com suas travessuras.
Rocky, Colt e Tum Tum, três irmãos que estão aprendendo com o avô as técnicas ninja. Mas, como em um bom filme dos anos 90 que se preze, os 3 Ninjas (1992) acabaram infiltrados dentro de uma operação contra criminosos – todos ninjas, é claro. Entre os irmãos, a farra era mesmo Tum Tum, o comilão e mais brincalhão deles. Eles elevam o nível das traquinagens com os conhecimentos de técnicas de artes marciais.
Da série televisiva direto para os cinemas. O nome das aventuras dos bebês liderados por Tommy, Os Anjinhos, é uma grande ironia. Com uma imaginação enorme, os bebês vão longe. No filme, inclusive, eles se perdem no meio de uma floresta com o mais novo irmão de Tommy, Dil. Como eles mesmo costumam dizer: “Segurem suas fraldas”.
Gasparzinho, o Fantasminha Camarada pode ser considerada uma triste fábula sobre solidão e morte, mas também um conto sobre amizade e amor sem limites. Figura central da história, Gasparzinho nada mais é do que um fantasma de uma criança traquina de bom coração (fantasmas não tem coração, é verdade). Mas, para evitar que seus tios, estes não tão bonzinhos, acordem, ele faz de tudo para assustar os novos moradores da sua casa.
Em uma família tão assustadora como a dos Adams, era de se esperar que as crianças não fossem normais. Quer dizer, eles até eram normais, mas para os padrões anormais da Família Adams (1991). Assustadores e donos de hábitos esquisitos, Vandinha e Feioso são perigosamente pestinhas.
Tudo bem, fã de Star Wars, não queremos polêmica aqui. Mas, entre nós, o guri Anakin Skywalker em Episódio 1 – A Ameaça Fantasma (1999) é bem pestinha. Afinal, que garoto consegue construir uma nave de corrida e, depois, consegue se tornar um aprendiz de jedi mesmo contra a vontade do conselho? Sim, Anakin, você merece estar nesta lista.
Outro pestinha de respeito, Kevin McCallister (Macaulay Culkin) foi esquecido pela família na viagem de natal. Mas, em Esqueceram de Mim (1990), ele não está sozinho. Pelo contrário, ele é atazanado por dois ladrões que insistem em invadir a casa onde mora. Ou são os bandidos os atazanados pelo garoto?