Números de visualizações comprovam que Mussum, morto há 20 anos, é mito na internet

Lendário artista faleceu em 29 de junho de 1994, aos 53 anos, em decorrência de um transplante de coração

Redação Publicado em 28/07/2014, às 19h31 - Atualizado às 19h46

Galeria - Mussum - Abre
Reprodução/Vídeo

Mussum morreu há 20 anos e ainda hoje a imagem de “mumu da mangueira”, outro da longa lista de apelidos dele, continua viva e ubíqua: vídeos na internet, camisetas e até uma cerveja estampam o rosto do humorista. Veja a seguir três vídeos que comprovam que o comediante d’Os Trapalhões é um mito na era da web.


Mussum no bar – 2,1 milhões de views

Mussum era um músico exigente. Ao entrar no boteco e se deparar com uma roda de samba bem malformada destruindo “Não Tenho Lágrimas”, composição de Milton de Oliveira e Max Bulhões e famosa na voz de Paulinho da Viola, ele dá um jeito de acabar com o show de horror. Terminado o corretivo, ele inventa uma forma bem peculiar de pedir um mé para viagem.


Mussum armando uma pindureta – 3,4 milhões de views



Didi é o dono do boteco e, inicialmente, assiste um duelo musical entre Mussum e Macalé. Mussum ataca de “Lá no Morro”, do Fundo de Quintal. Já Tião Macalé manda a “importada” “Jenny Jenny”, do Little Richard. Como o nome do vídeo já entrega, Mussum tenta sair sem pagar e a confusão se arma.


Mussum tomando leite – 4,6 milhões de views

Mussum chega ao boteco, confiante, com vontade de tomar um copo de... leite. Depois de perguntar por uma grande variedade de leites improváveis, ele desiste e manda um me mesmo. Detalhe: vindo do samba, ele sempre dava um jeito de citar ou cantarolar alguma música nos seus textos. Aqui, logo no começo, rola uma citação ao samba “Pensamento Verde”, do Branca di Neve. Aquele do “sabe quem perguntou por você? Ninguém!”.