Os filmes “mais Arnold Schwarzenegger” da carreira de Arnold Schwarzenegger

Redação Publicado em 04/08/2015, às 10h51 - Atualizado às 11h13

Galeria - Os filmes “mais Arnold Schwarzenegger”
Reprodução

Sabotagem (2014)

O personagem: Schwarzenegger é o cabeça de uma corrupta força tarefa da agência antidrogas cujos membros estão sendo perseguidos um por um.

Violência: Esse é um filme extremamente repugnante, com o misterioso assassino fazendo coisas chocantes com a equipe de Schwarzenegger. O astro guarda a maior parte de sua munição até o final, para uma épica perseguição automotiva e um tiroteio final, extremamente violento, em um salão mexicano.

Melhor frase: “Olha para vocês! Com essas porras de 48% de gordura corporal”, para dois homens questionando a credibilidade de seus homens.

Feito físico mais impressionante: Tentar não parecer completamente ridículo em uma fantasia completa de cowboy.


O Último Desafio (2013)

O personagem: O rabugento e preguiçoso xerife de uma pequena cidade que combate um impiedoso traficante de drogas, esse é Schwarzenegger no modo “Estou velho demais para isso”.

Violência: A segunda metade inteira do filme é basicamente um extenso tiroteio, com abundante explosão de cabeças.

Melhor frase: “Bem-vindo a Somerton”, (esse é o nome da cidade) enquanto ele manda pelos ares um bando de caras com uma metralhadora dentro de um ônibus escolar.

Feito físico mais impressionante: Esse filme é mais sobre como o monstro dos filmes de ação está velho e cansado, mas em certo ponto ele pula de um prédio com um cara enquanto também atira na cabeça dessa pessoa.


Um Herói de Brinquedo (1996)

O personagem: Um pai atribulado atravessa a cidade durante o final do ano na tentativa de comprar para o filho mais novo um boneco do Turbo Man.

Violência: Além de ter um acesso de raiva dentro de uma loja lotada, Schwarzenegger chega a lutar com um exército de Papai Noel de shopping com uma gigantesca barra de doce de plástico. E ele quase é nocauteado por um demônio com a ajuda de um anão (esse filme é bem estranho).

Melhor frase: “Onde está seu espírito natalino agora?”, enquanto levanta, rindo, dois vendedores de loja pelo colarinho.

Feito físico mais impressionante: O fortão em um jetpack, acabando com a passeata do dia de Natal.


True Lies (1994)

O personagem: Harry Tasker, um superespião da estirpe de James Bond, finge ser um tedioso vendedor de computadores como disfarce - para a frustração da esposa dele (Jamie Lee Curtis).

Violência: O filme é só violência, mas por alguma razão, a cena em que Schwarzenegger se imagina quebrando a cara de Bill Paxton e também a cena em que ele explode um prédio de escritórios cheio de terroristas com um superjato.

Melhor frase: “Você está demitido”, enquanto ele atira um míssil teleguiado com um vilão preso no projétil.

Feito físico mais impressionante: A ação é ótima, mas o protagonista dançando valsa – com Tia Carrere no começo e depois com Jamie Lee Curtis – é surpreendentemente elegante e sexy.


O Último Grande Herói (1993)

O personagem: Jack Slater, um herói de ficção policial em Hollywood, que leva o jovem protagonista do filme para dentro do seu mundo de cinema.

Violência: Visto que o filme é uma animada sátira indulgente da obra de Schwarzenegger, é difícil fazer justiça à violência padrão. Saiba apenas que em determinado momento, ele brinca de Hamlet em um filme imaginário baseado na peça e descarrega uma arma contra Elsinore. Ah, e uma pessoa morre com um cone de sorvete alojado na parte de trás da cabeça.

Melhor frase: ""Rubber Baby Buggy Bumpers!" (um trava-línguas, algo como “O rato roeu a roupa do rei de Roma”).

Feito físico mais impressionante: A assinatura de Slater, se mover andando sobre o teto de carros para chegar na cena do crime.


O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final (1991)

O personagem: T-800, um impassível e aparentemente inarredável robô assassino do futuro...Que agora foi reprogramado para ser bonzinho.

Violência: Apesar de destruir metade de Los Angeles, Schwarzenegger faz questão de não matar nenhum humano – uma tentativa do potencial político e futuro governador de mudar sua imagem pública.

Melhor frase: "Hasta la vista, baby."

Feito físico mais impressionante: T-800, pelado, se safando do pior em um bar cheio de motoqueiros do Hells Angels.


Um Tira no Jardim de Infância (1990)

O personagem: Detetive John Kimble, que se disfarça de professor para desmascarar um traficante de drogas – e se encontra cercado de uma amorosa e bagunceira classe de garotinhos.

Violência: Schwarzenegger grita e disciplina as crianças. Ele também se livra de uma pessoa usando um furão.

Melhor frase: “Eu sou o estraga festa!”, enquanto explode um traficante com uma espingarda.

Feito físico mais impressionante: A forma como os olhos dele se arregalam quando ele grita, "Shaaaaaahht Aaaaahhhp!" para as crianças.


O Vingador do Futuro (1990)

O personagem: Douglas Quaid, babaca padrão do futuro que se inscreve para uma aventura de realidade virtual para Marte, descobre que na verdade ele pode ser Hauser, um ex-policial cuja memória foi apagada.

Violência: Schwarzenegger espanca inúmeras pessoas, perfura uma pessoa até a morte e em um particular e notável momento, se protege de uma explosão usando um inocente figurante como escudo humano. Ele também arranca os braços de um dos caras maus com um elevador.

Melhor frase: “Considere isso um divórcio”, depois de metralhar sua esposa duplicada, interpretada por Sharon Stone.

Feito físico mais impressionante: Enquanto os vilões apagam sua memória (ou estariam eles tentando reimplantá-la?), Schwarzenegger se liberta das barras de ferro que o prendem e as usa para bater em várias pessoas.


Irmãos Gêmeos (1988)

O personagem: Julius Benedict, um brilhante e geneticamente concebido ser humano que descobre que tem um irmão gêmeo interpretado por Danny De Vito – que não tem nenhuma dessas características.

Violência: Ainda que o inocente e comedido Julius seja decididamente um pacifista e prefira negociar, ele eventualmente aprende a usar sua força brutal para defender o irmão.

Melhor frase: “Você não tem nenhum respeito pela lógica. Eu não tenho nenhum respeito por aqueles que não têm nenhum respeito pela lógica”, enquanto agarra um cara mau e o joga em um elevador (é engraçado dentro do contexto).

Feito físico mais impressionante: Ele rasga uma camiseta com o bíceps flexionado depois de tensionar quando uma bela garota dorme no seu ombro.


O Sobrevivente (1987)

O personagem: Ben Richards, um nobre policial que é escolhido e forçado a competir em um jogo futurístico em que os concorrentes são perseguidos (e normalmente assassinados) por um tipo elaborado e surreal de caçadores.

Violência: Schwarzenegger estrangula um perseguidor até a morte com um arame farpado, castra um outro com uma serra elétrica e lança o organizador do jogo para o abismo em um brinquedo futurista.

Melhor frase: Como a maioria dos filmes deste período, toda a trama é composta basicamente por frases de efeito assim que o jogo começa, mas “Ele tinha que dividir” é a melhor – proferida depois de cortar um homem pela metade.

Feito físico mais impressionante: Que ele consiga usar aquela roupa brilhante, apertada e extremamente amarela enquanto mantém uma cara séria.


O Predador (1987)

O personagem: Dutch, o líder durão de um batalhão especial em uma missão secreta pela selva na América Latina, que acaba sendo perseguido pelo alienígena que dá nome ao filme.

Violência: Libertando alguns prisioneiros, Schwarzenegger e seus companheiros destroem pequenos grupos de guerrilheiros. Depois disso, porém, trata-se basicamente do protagonista tentando sobreviver enquanto um terrível extraterrestre acaba com seus homens de forma assustadora.

Melhor frase: “Não saia daí”, depois de prender um cara na parede com um faca perfeitamente arremessada contra o seu peito.

Feito físico mais impressionante: Schwarzenegger enterrado na lama, criando um pequeno arsenal de galhos e raízes de árvores, perseguindo o extraterrestre em questão – superando o Rambo de Sylvester Stallone no seu próprio jogo.


Comando Para Matar (1985)

O personagem: John Matrix, um soldado aposentado que se torna bastante bélico depois que sua filha mais nova é sequestrada por um antigo inimigo.

Violência: Esse deve ser o mais violento de todos os trabalhos de Schwarzenegger, visto que nosso herói controla com uma mão só metralhadoras e bazucas contra exércitos de caras maldosos e então esmaga, espeta, corta e amputa usando apenas equipamentos de fazenda um pequeno batalhão de homens. Ele também acaba com o vilão usando um cano.

Melhor frase: Esse filme, como vários filmes de Schwarzenegger, é cheio de grandes frases, mas essa é a vencedora: “Você é um cara engraçado, Sully, eu gosto de você. É por isso que eu vou te matar por último”. Mais tarde: “Lembra, Sully, quando eu prometi te matar por último? Era mentira”.

Feito físico mais impressionante: Em uma das performances mais ridículas de sua carreira, o personagem de Schwarzenegger salta de um avião e sobrevive sem nenhum arranhão. Ele também levanta um cabine telefônica com um dos caras malvados dentro.


O Exterminador do Futuro (1984)

O personagem: T-800, um impassível e aparentemente inarredável robô assassino do futuro.

Violência: O sucesso proibido para menores dirigido por James Cameron tem Schwarzenegger literalmente metralhando boates lotadas e delegacias, assassinando estranhos aleatoriamente e destruindo qualquer um chamado “Sarah Connor”.

Melhor frase: O T-800 não é exatamente um cara inteligente. Mas veja só, esse é o filme que tornou o "I'll be back" famoso.

Feito físico mais impressionante: Sendo um robô do futuro, o Exterminador é praticamente indestrutível – mas seu exterior não é. Seu renascimento final no encerramento do filme, então apenas como o esqueleto de um robô, é responsável por um dos maiores sustos da história do cinema de ação.


Conan, o Bárbaro (1982)

O personagem: Em seu primeiro papel principal em um grande filme de ação, Schwarzenegger faz um guerreiro cimério na era pré-histórica em busca de vingança contra o feiticeiro que matou seus país.

Violência: Conan corta, pica e decepa quem aparecer pela frente nesse filme. Ele também estraçalha uma cobra, morde um abutre e soca um camelo.

Melhor frase: Não é bem uma frase, mas a resposta de Conan para a pergunta “O que é bom na vida?” é uma das melhores falas da história de Schwarzenegger: “Destruir os inimigos, vê-los submissos a você e ouvir as lamentações de suas mulheres”.

Feito físico mais impressionante: Schwarzenegger empunhando uma espada é algo surpreendentemente gracioso.


O Homem dos Músculos de Aço (1977)



O personagem: O renomado fisiculturista Arnold Schwarzenegger treinando para o torneio Mister Olympia de 1975 (é um documentário).

Violência: Não há violência no filme, mas é possível ver Schwarzenegger fumando maconha em determinado momento – o que o futuro político um dia considerou muito mais problemático do que a violência dos seus filmes.

Melhor frase: Sobre levantamento de peso: “Para mim é tão satisfatório quanto gozar. Transar com uma mulher e gozar...Você consegue imaginar o quão no céu eu estou?” (Se pelo menos ele tivesse dito isso depois de matar alguém).

Feito físico mais impressionante: Francamente, o filme inteiro é um feito físico.

Veja acima Raw Iron: The Making of 'Pumping Iron, documentário sobre o filme O Homem dos Músculos de Aço