Os memes que marcaram 2011

Redação Publicado em 28/12/2011, às 09h04

Rebecca Black - top 10
AP

Zangief Kid - O assunto não é de agora, claro, mas 2011 foi O ano de colocar psicólogos, psicanalistas e psiquiatras em tudo quanto é programa vespertino de TV para realizar aquela pauta superinovadora sobre o bullying. Em um ano em que a palavra apareceu tanto nas notícias, o vídeo do menino que ficou conhecido como Zangief Kid (assim chamado em referência ao personagem lutador de Street Fighter) foi mais do que apropriado para percorrer a world wide web. Lembra dele? Tomou, levou.
”Que deselegante!”, por Sandra Annenberg - Uns chamam de violência contra a mulher. Outros, de deselegância. Não tem que não adore bloopers de jornalismo. Cada vez que um âncora escorrega – e especialmente quando esse tropeço compromete o “padrão Globo de qualidade" – a gente vibra. E quando a repórter Monalisa Perrone foi atropelada por uma versão bem menos “elegante” da “dança do siri”, a âncora Sandra Annenberg engoliu o que pensou de verdade e mandou a única reclamação que conseguiu pensar rápido para não ferir os ouvidos sensíveis da dona de casa que assistia ao Jornal Hoje (nem o emprego dela).
Luisa Marilac - A expressão “bons drink” saiu tão rapidamente da internet para ser integrada a conversas por aí que quem não estava ligado no que estava acontecendo online ficou sem entender nada. Luísa Marilac resolveu mostrar ao mundo que estava muito bem, obrigada, ao contrário do que diziam por aí. Relembre um minuto de puro glamour e morra de inveja do verão dela.
System of a Dilma - Há cerca de dois meses, a gente foi dormir uma noite associando o System of a Down aos bons shows que a banda havia acabado de fazer no país e a questões políticas da Armênia. No dia seguinte, a associação era com a política daqui mesmo, mais especificamente com a presidente Dilma Rousseff.
"Hoje é dia de rock, bebê", por Christiane Torloni - Não teve jeito: a organização trouxe para o Rock in Rio Katy Perry, Rihanna, Ke$ha, Shakira, mas a diva do festival foi mesmo Christiane Torloni. Em meio aos trilhões de pérolas surgidas com as entrevistas feitas ao vivo com artistas ao longo do evento, essa se destacou e virou um jargão do qual as pessoas parecem não se cansar. Após Chris dizer que “hoje é dia de rock, bebê”, não passou uma data que não fosse “dia de (alguma coisa), bebê”.
"Friday" – Rebecca Black A gente sabia que aquilo ia grudar na cabeça, mas mesmo assim deu play toda sexta por um bom tempo – e se não desse, sempre tinha um DJ engraçadinho que fizesse isso na balada. O fenômeno Black Friday – não o das compras, o musical – apresentou ao mundo toda uma nova sorte de dilemas adolescentes, como “onde se sentar no carro? No banco da frente ou no de trás?” Decisões, decisões. As únicas certezas de Rebecca Black, a intérprete de 13 anos desse clássico do Auto-Tune, é a ordem dos dias da semana e que você tem que se divertir na sexta. A gente ri, mas ela ri mais, porque nessa bricadeira deu conta de encher o bolso.
Larica dos Mulekes - “Tô com fomeeeeee. Quero leiteeeeee”. Eles estavam famintos e, por isso, resolveram fazer um funk (pelo menos é a explicação que dão na introdução). Claro, é um caminho super natural para se matar a fome. E você que nunca achou que um meme fosse te fazer ter vontade de comer croquete com maionese...
Sheen's Korner - Charlie Sheen - Ele reinou absoluto na internet em 2011. No Twitter, em canais de vídeo, hashtags, trending topics, foi tudo dominado por Sheen, seu tigerblood e o lema (?) #winning. Relembre a seguir um dos momentos mais marcantes com trecho do primeiro episódio do Sheen’s Korner, uma espécie de videolog que ele criou para inflar um pouquinho mais o próprio ego.