Relembre oito dos melhores momentos de Roger Moore como James Bond

Veja Moore em perseguições de barco, em batalhas com crocodilos e em algumas das melhores cenas de luta da carreira como Bond

Redação Publicado em 24/05/2017, às 11h57 - Atualizado às 16h48

Roger Moore - abre melhores momentos
Reprodução/Vídeo

Sir Roger Moore se consagrou no cinema ao ser o terceiro intérprete do icônico James Bond. O ator, que protagonizou sete filmes da franquia 007, morreu na última terça-feira, 23, aos 89 anos, “após uma curta, mas corajosa batalha contra o câncer”, de acordo com o comunicado publicado pela família nas redes sociais.

Moore, que começou a carreira em séries de ação durante os anos 1960, como The Saint, deixou um legado ao ser o ator que, entre os intérpretes, deu vida a Bond durante mais anos. Apesar do recorde, em Bond on Bond: Reflections on 50 Years of James Bond Movies, livro que escreveu sobre a experiência, ele creditou Sean Connery, predecessor dele no papel, por ter tornado o agente 007 “um personagem instantaneamente reconhecível ao redor do mundo – ele era áspero, duro, agressivo e astucioso.”

A seguir, relembre oito dos melhores momentos de Roger Moore vivendo as aventuras do espião mais famoso do cinema.


Roger Moore interpretou James Bond antes mesmo de integrar a franquia 007. Nove anos antes da estreia dele em Com 007 Só se Viva e Deixe Morrer, de 1973, o ator deu vida ao agente secreto em um programa de comédia britânico. Na ocasião, a atriz Millicent Martin contracenou com ele, em um encontro no qual Bond só está tentando aproveitar as férias.
2.

Quando se fala em 007, a imagem característica construída envolve perseguições, carros e tiros. Mas, no primeiro filme de Moore como Bond, Com 007 Só se Viva e Deixe Morrer, um dos desafios do agente não envolvia nenhum desses elementos. Em vez disso, havia crocodilos, uma ponte móvel e uma grande habilidade do personagem de se safar de situações complicadas.


Um dos vilões clássicos enfrentados por Bond é Francisco Scaramanga, interpretado por Christopher Lee em 007 Contra o Homem Com a Pistola de Ouro (1974). No filme, o personagem de Moore entra em uma batalha épica com Scaramanga, que o desafia para uma luta que acontece em uma traiçoeira casa de espelhos.


Em 1977, em 007 - O Espião Que Me Amava, Bond descende de uma montanha coberta de neve enquanto foge de agentes russos incrivelmente habilidosos com esquis. Algumas manobras acrobáticas depois, ele se atira de um penhasco para conseguir escapar. A morte parece inevitável, até o momento em que um paraquedas se abre da mochila dele.
007 contra o Foguete da Morte (1979) desafiou os padrões da franquia ao levar Bond para o espaço. Mas, ao mesmo tempo, manteve as raízes do agente ao ter cenas clássicas que se passavam na Terra, como essa perseguição de barco, na qual Roger Moore contracena com Richard Kiel.

O Bond de Roger Moore mostra o lado duro do personagem em 007 - Somente para seus Olhos (1981), quando dá o empurrão necessário para que Locque (Michael Gothard) despenque do penhasco e encontre a morte.


Com a ajuda da bond girl sueca Maud Adams, o Bond de Moore fez uma das melhores cenas de luta da carreira em 007 contra Octopussy (1983).


No último filme interpretando o agente secreto — 007 - Na Mira dos Assassinos (1985) — Roger Moore persegue Max Zorin (Christopher Walken) até o topo da famosa Ponte Golden Gate, em São Francisco, nos Estados Unidos.