Tyler, The Creator se apropria de símbolo nazista para discutir homofobia em camiseta

Rapper já foi criticado por declarações preconceituosas

Redação Publicado em 08/05/2015, às 14h50 - Atualizado às 15h34

Foto da campanha da Odd Future.
Divulgação

A relação entre Tyler, The Creator e a comunidade LGBT não chega a ser conflituosa. No entanto, é muito confusa. O jovem rapper foi acusado de ser homofóbico em diversas oportunidades. Agora, adicionando mais um ingrediente ao enrosco, Tyler lançou na quinta, 7, uma camiseta com uma mensagem contra a homofobia.

Como o fotógrafo nova-iorquino Jamel Shabazz retratou os primórdios do movimento hip-hop.

Em imagem divulgada no Tubmlr do cantor, o rapper aparece de mãos dadas com outro homem. A camiseta se apropria de um símbolo neonazista, uma cruz popularizada pelo site Stormfront, tradicionalmente acompanhada do escrito “White Pride World Wide” (Orgulho Branco Mundial, em tradução livre). O produto, entretanto, preencheu a cruz com as cores do arco-íris e, ao redor, lê-se “Golf Pride World Wide”, substituindo a menção à raça ariana pela palavra "Golf", pela qual o rapper se refere ao Odd Future, coletivo de hip-hop do qual faz parte.

Mestre do Canão: importância do rapper Sabotage para o hip-hop nacional é tema do documentário.

Recentemente, Tyler foi criticado por Tegan & Sara pelo uso da expressão “faggot” (viado, bicha) em uma das músicas do rapper. Em resposta, o cantor se explicou: “Tenho muitos fãs gays, um dos meus melhores amigos é gay (o também rapper Frank Ocean), e nenhum deles vê o emprego desse termo como ofensivo, então eu não sei. Se isso os ofendeu, não há o que questionar, foi o que aconteceu. Se você me chamar de “nigga” (termo usado de maneira pejorativa para se referir a negros), eu realmente não ligo, mas sei que esse sou eu, não posso generalizar. Muita gente se incomoda, eu não dou a mínima”.

A camiseta faz parte de uma coleção lançada pelo Odd Future, que pode ser vista aqui.