Van Halen processa ex-mulher de baterista por uso de nome da banda em peças de roupa

Kelly Van Halen foi casada com Alex Van Halen entre 1984 e 1996

Redação Publicado em 17/10/2013, às 16h32 - Atualizado às 16h45

Van Halen espera lançar álbum em 2012
Foto: AP

Kelly Van Halen durante anos trabalhou auxiliando milionários a decorar suas casas, e em 2010 decidiu trocar de área e vender ela mesmo peças como cobertores e travesseiros. Hoje tem coleção que abrange desde pijamas a biquínis para crianças, mas ela pode ter problemas por comercializar esses produtos com o sobrenome dela, porque, afinal, é o nome de uma famosa banda de rock and roll que não gostou da situação e entrou na justiça contra a comerciante.

Galeria: 12 brigas históricas do rock and roll.

Ela ainda era Kelly Carter quando conheceu Alex Van Halen, baterista e fundador da banda. Os dois se casaram em 1984 e ela adotou o famoso sobrenome, que não dispensou mesmo depois da separação, em 1996. Mesmo que o nome seja autêntico, a banda alega que ela não pode comercializar produtos com a marca já associada ao grupo que já tem quase 40 anos de estrada.

Galeria: roqueiros também são bons de marketing.

O processo, que foi publicado pelo site da revista The Hollywood Reporter, é movido pela ELVH Inc e acusa Kelly de violação intencional de direitos. Segundo a acusação, o caso constitui violação e diluição da marca, falsa denominação e concorrência desleal com produtos da própria banda.

Os músicos não comentaram publicamente o assunto, mas o processo indica a intenção não apenas de impedir que Kelly continue a comercializar produtos com o nome da banda, mas também que ela seja obrigada a repassar ganhos obtidos como forma de indenização.