Abençoado seja o CTRL+C CTRL+V

Suécia reconhece como religião igreja que idolatra o compartilhamento de arquivos

Redação Publicado em 06/01/2012, às 19h03 - Atualizado às 21h04

Kopimism
Reprodução

Enquanto a maioria dos países se viram do avesso tentando acabar com a pirataria, a Suécia abraçou a causa com fervor religioso. Bom, pelo menos parte dos suecos o fizeram. A chamada “Igreja do Kopism”, que tem como símbolo sagrado nossos grandes amigos, os comandos CTRL+C CTRL+V, foi reconhecida oficialmente como religião no país, de acordo com o site da revista The Hollywood Reporter.

Na imagem, uma tela do site do movimento. Em tradução livre, a frase diz: “a internet é meu cérebro distribuído”.

A instituição idolatra o compartilhamento de arquivos e conta com 3 mil integrantes. A “religião da pirataria” existe desde 2010, quando foi fundada pelo Young Pirates, movimento de jovens que integram o controverso Partido da Pirataria, na Suécia.

O movimento Kopimi (que soa como "copy me", termo em inglês para “me copie”), já havia tentado ser reconhecido duas vezes, mas agora a Igreja do Kopimism finalmente pôde oficializar.

O site do Kopimism afirma que eles consideram a informação sagrada e que compartilhar arquivos é como um ato sagrado, como rezar.

Agora, por mais que o governo sueco tenha dito amém para a pirataria como religião, continua mantendo a atividade ilegal.