Amy Winehouse hackeada

Redação Publicado em 30/06/2011, às 19h31

Um grupo identificado simplesmente como Swagger Security hackeou a página inicial do site de Amy Winehouse, dizendo que está livrando a internet do "white devil" (demônio branco).

Com um pequeno texto discorrendo sobre o motivo do atentado, a alteração na página inicial ainda continuava no ar até às 18h35 desta quinta, 30.

Em um trecho da declaração, repleta de gírias, o grupo de hackers afirmou algo mais ou menos assim: "Os objetivos do SWAGSEC são pegar a internet de volta do demônio branco e morte ao demônio branco. Por muito tempo negros não tiveram voz na internet, e agora estamos pegando ela de volta. Quem somos nós, você pergunta? Somos um monte de negros gays e orgulhosos. Fomos forçados a criar esse grupo depois dos lançamentos das bichas do Antisec [um outro grupo de hackers]". Aparentemente, o ataque faz parte de uma rixa entre "times" de hackers.

O grupo ainda dá um recado a Bill O'Reilly, apresentador de TV norte-americano: "Nós fodemos com a sua rede, e fazemos isso ao vivo". No texto, eles ainda fazem questão de frisar que não fazem parte do Anonymous, uma espécie de movimento que realiza diversos ataques na internet e chega a promover passeatas nos Estados Unidos.

Já para Amy Winehouse, a fase realmente não anda boa: após um show vergonhoso em Belgrado, ela cancelou toda uma turnê pela Europa que marcaria seu retorno, após um período internada em uma clínica de reabilitação.