Pulse

Atores de Gilmore Girls escolhem um lado na disputa entre Batman e Superman

Team Dean, Team Jess, Team Logan, Team Batman ou Team Superman?

Redação Publicado em 24/03/2016, às 13h59 - Atualizado em 25/03/2016, às 14h25

Rory, Jess e Dean
reprodução

Esta semana, e enquanto o revival de Gilmore Girls não chega à Netflix, uma pergunta mais importante do que se você é “Team Dean”, “Team Logan” ou “Team Jess” (ou seja, qual seu namorado preferido dentre os relacionamentos de Rory Gilmore) é se você é Team Batman ou Team Superman.

Crítica: Esperado confronto de Batman vs Superman: A Origem da Justiça tem espetáculo de sobra

Jared Padalecki (Dean) e Milo Ventimiglia (Jess), que na série tiveram algumas brigas físicas ligeiramente menos épicas do que os dois heróis da DC, deram suas opiniões a respeito em um vídeo feito no set de gravação de Gilmore Girls: Seasons. Como se os atores tivessem personalidades condizentes com a de seus personagens, Ventimiglia escolheu o sombrio Batman, enquanto Padalecki ficou com o Homem de Aço.

Entrevista: Em A Origem da Justiça, Batman e Superman podem redefinir as adaptações de HQs

O vídeo faz parte de uma ação promocional da Warner (responsável por 6 das 7 primeiras temporadas de Gilmore Girls, que em seu ultimo ano foi exibida pela CW, uma soma do Warner Channel com a UPN) com o elenco de várias séries para promover o maior acontecimento cinematográfico da empresa em 2016, a estreia de Batman vs Superman: A Origem da Justiça, que chega aos cinemas brasileiros nesta quinta, 24. E você, acha que quem vai/deve ganhar?

Here’s what the boys think! What do you think? Batman or Superman? Tell us in the comments below and don’t forget to go see Batman v Superman: Dawn of Justice in theaters March 25th! #WhoWillWin

Posted by Gilmore Girls on Monday, 21 March 2016

Revival de Gilmore Girls

Mesmo sem Melissa McCarthy, que confirmou que não estaria nos novos capítulos, os fãs ainda têm muito o que aguardar ansiosamente. Lorelai (Lauren Graham), Rory (Alexis Bledel), Luke (Scott Patterson), Emily (Kelly Bishop), Lane (Keiko Agena), Zach (Todd Lowe), Kirk (Sean Gunn), Michel (Yanic Truesdale), os três ex-namorados de Rory – Logan (Matt Czuchry) e os já citados Jess (Milo Ventimiglia) e Dean (Jared Padalecki) –, April (Vanessa Marano), Christopher (David Sutcliffe), Mrs. Kim (Emily Kuroda) e mais vários outros personagens já estão confirmados nos quatro episódios de uma hora e meia cada, que serão "temáticos" e terão o nome das estações do ano (começando pelo inverno e terminando no outono). A única ausência é a do ator Edward Herrmann (o patriarca Richard Gilmore), que morreu de câncer em 31 de dezembro de 2014.

A atriz Sutton Foster (Younger), que trabalhou com Amy Sherman-Palladino em outra série dela, Bunheads, e sempre foi fã de Gilmore Girls, também ganhou um papel. Além disso, outras pessoas do elenco de Bunheads foram vistas no set e todo dia aparecem fotos novas de atores que tiveram papéis pequenos interagindo com o elenco principal durante as gravações. Outra atriz que faz um “crossover” é Mae Whitman (Arrested Development). Na série Parenthood, ela interpretou Amber, filha da personagem de Lauren Graham, que encontrou neste drama familiar seu primeiro grande papel da TV pós-Gilmore Girls. De acordo com o TVLine, a atriz gravou uma ponta no revival e o papel que coube a ela é alguma espécie de piada interna que vai divertir os fãs de Parenthood.

A Netflix ainda não anunciou quando os episódios de GG vão estrear e não se sabe sequer se todos vão chegar ao serviço de streaming simultaneamente. Ainda em entrevista para o TVLine (cujo editor-chefe, Michael Ausiello, é amigo pessoal de Amy), a showrunner declarou que não gostaria que os capítulos estreassem todos de uma vez.

Os episódios foram escritos e estão sendo dirigido pelo casal Amy Sherman-Palladino e Daniel Palladino, que criou a série e a comandou até a sua sexta temporada. Por uma briga contratual com a Warner, eles deixaram o comando do programa na sétima e última temporada (exibida entre 2006 e 2007), que foi duramente criticada por não conseguir captar a visão dos criadores nos diálogos rápidos e piadas repletas de referências literárias, cinematográficas, televisivas e históricas.

Ao longo dos seis anos em que esteve no comando, Amy sempre declarou que já sabia desde a estréia, em 2000, as quatro últimas palavras que seriam ditas na série. Como ela nunca teve a chance de encerrar Gilmore Girls, nunca revelou a ninguém quais eram as palavras e o revival será a chance para os fãs verem quais ideias os Palladino tinham para o encerramento da jornada das garotas Gilmore. Amy já contou que as quatro palavras são uma interação, provavelmente um diálogo (curto, algo raro para o ritmo frenético das falas da série) entre mãe (Lorelai) e filha (Rory).

Sobre a série - pode conter spoilers

Gilmore Girls contava a história de Lorelai e Rory, mãe e filha adolescente que moram na peculiar cidadezinha de Stars Hollow. Lorelai, filha de um casal endinheirado e da alta sociedade, deixou a casa dos pais na adolescência, logo depois do nascimento de Rory, e buscou abrigo na cidade cheia de personagens esquisitos, mas adoráveis.

Ao longo das sete temporadas, Lorelai finalmente se formou na faculdade, Rory ingressou e se formou em Yale e as duas se reaproximaram dos país/avós Richard e Emily Gilmore. Com um público alvo adolescente, a série também fez muito sucesso investindo nos relacionamentos amorosos das duas.

Conhecida pelo estilo de diálogo rápido, falastrão, e cheio de informações por vezes obscuras sobre o universo da cultura pop, Gilmore... tinha roteiros com o dobro de páginas em relação aos roteiros normais para séries de uma hora. O estilo, que muitas vezes foi comparado ao de Aaron Sorkin, é uma marca registrada de Amy Sherman-Palladino, que sempre criou programas muito centrados em personagens femininas.