Bruce Dickinson investe US$ 450 mil na criação de maior dirigível do mundo

Mania de grandeza?

Redação Publicado em 28/03/2014, às 10h20 - Atualizado às 14h25

Dirigível HAV Airlander
Reprodução / Vídeo

Alguns preferem carros grandalhões, talvez sofrer de uma espécie de síndrome de grandeza, insegurança ou apenas baixa autoestima, mas Bruce Dickinson, vocalista do Iron Maiden, leva isso muito mais a sério do que qualquer um que você conheça. O músico simplesmente investiu quase meio milhão de dólares na construção da maior aeronave que a humanidade já viu cruzar os ares.

Galeria - Roqueiros também são bons de marketing.

Os US$ 450 mil foram entregues para a Hybrid Air Vehicles, empresa que promete criar uma espécie de dirigível 18 metros mais longo do que o Boeing 747.

Para criar o HAV Airlander, a empresa gastou a bagatela de US$ 100 milhões. As dimensões da aeronave realmente impressionam, apesar da baixa velocidade média. No ar, o HAV alcança apenas 160 km/h, mas carrega 50 toneladas de peso – a título de comparação, um helicóptero consegue levar apenas 1 tonelada sozinho. Outras vantagens são que o dirigível seria capaz de ficar 21 dias no ar, sem a necessidade de reabastecimento, e pode pousar em qualquer lugar.

Iron Maiden aumenta a frequência de shows no Brasil para se aproveitar da pirataria.

“Isso vai mudar as coisas”, disse Dickinson ao site Top Gear, da BBC. “O dirigível sempre esteve nas nossas mentes, só tivemos que esperar a tecnologia se desenvolver”.

Bruce, como muita gente sabe, é um entusiasta da aviação e também piloto profissional, capaz de pilotar o Boeing que transporta o Iron Maiden pelas turnês mundiais.

Crítica: Iron Maiden, Slayer e Ghost fazem “noite do metal” com problemas de som em São Paulo.

Assista ao vídeo de apresentação do projeto: