Coachella e os shows imperdíveis do Obesity Epidemic, The Chelsea Clintons, entre outros

Redação Publicado em 23/04/2013, às 16h02 - Atualizado às 16h07

Coachella
Reprodução/vídeo

Todo festival tem sua parcela de frequentadores que está muito mais interessada na farra – beber, ver os amigos, ser visto, dizer que estava lá – do que nas bandas do line-up. Tudo bem, nada contra, tudo isso é uma parte válida da experiência.

Mas ninguém quer fazer feio diante das câmeras quando o assunto é o que rola em cima dos palcos e Jimmy Kimmel provou isso. Ele mandou uma repórter ao festival para conversar com os neo-hippies e perguntar a eles o que acharam de algumas bandas. O problema é que, tirando o Two Door Cinema Club, ela só usou nomes absurdos de bandas que não existem. Não deu outra: teve gente praticamente se declarando fã desde criancinha de grupos como Obesity Epidemic (“inovadora”, segundo um cara entrevistado), The Chelsea Clintons (Chelsea Clinton é a filha de Bill Clinton), Get The Fuck Out of My Pool (altamente recomendada pelas amigas de uma garota) e Dr. Shlomo and the G.I. Clinic (que já “tinha tocado no Lollapalooza”). Assista: