Comercial de uísque “ressuscita” Bruce Lee e gera polêmica

Filha do astro, que não bebia, explica que trata-se de uma homenagem a ele patrocinada por uma marca de uísque, e não uma propaganda de bebida alcoólica que usa a imagem dele

Redação Publicado em 11/07/2013, às 13h58 - Atualizado às 15h31

Bruce Lee na capa da edição de julho da Rolling Stone Brasil

Primeiro foi Audrey Hepburn. Agora é a vez de Bruce Lee ser “ressuscitado” pela publicidade. O lendário ídolo, que é capa da Rolling Stone Brasil de julho (veja ao lado), estrela o vídeo “Game Changer”, da Johnnie Walker – com a ajuda de computação gráfica, é claro.

40 anos sem Bruce Lee: as origens e o mestre por trás do mito.

O filme foi criado para o mercado chinês e gerou polêmica, já que Lee não bebia álcool. Contudo, ele foi feito com autorização da filha dele, Shannon Lee, que explicou em entrevista ao South China Morning Post que trata-se mais de uma homenagem a ele patrocinada por uma marca de uísque do que de uma propaganda de bebida alcoólica que usa a imagem dele.

A morte de Bruce Lee comoveu o mundo.

Assista: