Curtindo a vida adoidada

Redação Publicado em 13/09/2009, às 18h09

Nem tão adolescente assim, vai: Courtney Love tinha 21 anos - aquela idade mágica em que os norte-americanos passam a comprar bebida alcoólica sem apelar para a identidade dos manos mais velhos - quando Clube dos Cinco estreou nos cinemas.

O fato é que, antes de encarar as sessões de botox, a viúva de Kurt Cobain achava a maior graça naquelas pérolas da Sessão da Tarde dirigidas pelo maior filósofo da puberdade que se tem notícia: John Hughes.

Morto no começo de agosto, o diretor de Curtindo a Vida Adoidado e Gatinhas e Gatões ganhou tributo da criança velha. Em 2008, ao L.A. Times, Love já havia dito que Clube dos Cinco era "o momento definitivo da geração alternativa".

No Twitter, a artista postou vídeo com versão devidamente lovenizada de "Don't You Forget About Me", música do Simple Minds na trilha do filme que tem tanto de alternativo quanto os anos 80 têm de moderação e bom gosto. Confira abaixo:

De volta aos tribunais

Love, que já teve sua cota de problemas com a Justiça - processos envolvendo drogas e finanças, por exemplo -, pode voltar em breve aos tribunais: a viúva de Kurt Cobain se diz furiosa com o avatar jogável do ex-marido em Guitar Hero 5, e pretende processar a Activision, responsável pelo game. Enquanto isso, a empresa diz que tem a assinatura da cantora, aprovando a versão virtual do ex-líder do Nirvana.