Documentário sobre “pior jogo já criado” é emperrado por departamento ambiental

Funcionários do Novo México proibiu escavação que fosse realizada até que os produtores apresentassem um plano para lidar com os resíduos da escavação

Redação Publicado em 21/03/2014, às 14h06 - Atualizado em 26/03/2014, às 19h05

E.T. - O Extraterrestre - Jogo
Reprodução

O departamento ambiental do Novo México proibiram as escavações que buscavam os cartuchos do jogo considerado o pior já criado – e responsável pelo fim da gigante dos games Atari.

Lista: os games preferidos da Rolling Stone Brasil em 2013.

As produtoras Fuel Entertainment e LightBox Interactive pediram autorização para escavar um antigo aterro em busca de cartuchos de E.T. the Extra-Terrestrial, retumbante fracasso do Atari, como parte do documentário que será produzido sobre o jogo e lançado pela Microsoft no Xbox One. Para ver como era o visual do game, clique na imagem acima.

O Departamento Ambiental do estado, contudo, ainda não autorizou a escavação no aterro sanitário e exige uma permissão especial chamada “plano de escavação do aterro”. A preocupação é que os resíduos tenham um destino.

Batman ganhará novo jogo da série Arkham em 2014; assista ao trailer .

O documentário já começou e pessoas ligadas ao projeto já foram entrevistadas. Como Mike Burns, presidente da Fuel Entertainment, disse durante o festival SXSW (South By Southwest), segundo o The Guardian, o jogo era considerado o “El Dorado” da indústria na época.

A Atari pagou US$ 10 milhões a Steven Spielberg para poder usar os direitos do filme extremamente bem-sucedido E.T. - O Extraterrestre. A ideia era que o jogador controlasse o próprio personagem título, fugindo de agentes do governo norte-americano e na busca por peças de um telefone.

A batalha por trás de Titanfall, o jogo mais aguardado de 2014..

Enquanto nos cinemas, a história foi um sucesso. O game foi um fracasso acachapante e recebeu o título de “pior jogo já criado”. E deu origem a uma das maiores histórias do universo dos games: foi o enterro em massa de consoles e cartuchos realizados pela empresa Atari, no Novo México, em 1983 – muita gente acredita que se trata de uma lenda urbana, apesar de ser noticiado pelo jornal Alamogordo Daily New na época.