Enlouqueceu mesmo?

Redação Publicado em 16/05/2010, às 16h21

I'm Still Here: The Lost Year of Joaquin Phoenix, documentário sobre a vida do ator - aquele em que foi registrado a suposta transição de Phoenix do cinema para o mundo da música, com comportamentos dele que foram estranhados por grande parte da mídia e do público -, foi exibido no Festival de Cannes e, pelo que informou o Los Angeles Times, o filme provocou mais confusões nas cabeças dos representantes das distribuidoras.

A única informação que se tinha na época em que o ator começou a agir de maneira diferente da usual era que estava sendo filmado um documentário dirigido por Casey Affleck. Logo apareceram suposições que sustentavam se tratar de um longa no estilo Borat - um doc falso. O que aconteceu após a exibição, segundo o jornal norte-americano, foi o questionamento por parte dos empresários com relação à saúde mental de Joaquin Phoenix.

O motivo? Cenas em que o ator aparece cheirando cocaína, ligando para prostitutas, em relação de sexo oral com uma assessora, ameaçando seus assistentes e cantando rap de forma péssima. O site revela que imagens de nudez frontal masculina são mais do que comuns e que, em um dos trechos, um homem aparece defecando em cima do ator enquanto ele dorme.

Ainda não há informações sobre se isso tudo não passa de uma grande atuação do cara ou se Phoenix não bate muito bem da caixa craniana - o que o teria levado a decidir registrar sua insanidade para as próximas gerações fãs de seu trabalho.

Relembre a aparição de Phoenix no Late Show:

MC Joaquin