Eterno "pé-frio", Mick Jagger se responsabiliza apenas pelo primeiro gol alemão, “mas não pelos outros seis”

Vocalista dos Rolling Stones conquistou fama de "dar azar" em 2010, durante a Copa na África do Sul

Redação Publicado em 10/07/2014, às 15h59 - Atualizado às 17h03

Mick Jagger
Frank Augstein/AP

Na hora de encontrar os culpados pela derrota do Brasil na partida contra seleção alemã nesta terça-feira, 8, os fãs de futebol não poupam ninguém. E é claro que Mick Jagger, com uma insistente fama de pé-frio, não saiu ileso desta.

Episódio de Os Simpsons “previu” a derrota do Brasil para a Alemanha – mas era só por 2 a 0

A “maldição” do frontman dos Rolling Stones começou em 2010, quando testemunhou a eliminação da Inglaterra em uma partida contra a Alemanha. Quando passou a torcer pelos Estados Unidos, o país foi eliminado. E quando resolveu apoiar o Brasil, país de origem de seu filho Lucas, fruto do relacionamento com a apresentadora Luciana Gimenez, assistiu à seleção perder para a Holanda por 2 a 1.

Não satisfeito, o músico compareceu ao jogo no Mineirão e... bem, o resto todo mundo já sabe. “Eu posso me responsabilizar pelo primeiro gol da Alemanha!”, brincou em uma entrevista com o tabloide britânico The Sun. “Mas não pelos outros seis!”