Fã de Motörhead desenvolve coágulo no cérebro após praticar “headbanging” em show

Redação Publicado em 04/07/2014, às 17h08 - Atualizado às 19h17

Motörhead
Joel Ryan/AP

Um fã alemão do Motörhead desenvolveu um coágulo no cérebro após ter praticado “headbanging” em uma apresentação recente da banda. O coágulo apareceu depois de o homem, de 50 anos de idade, ter ido ao show acompanhado de seu filho.

Aos médicos, o alemão queixou-se de sofrer, desde o dia do concerto, “de uma constante dor de cabeça”, que há duas semanas estava se tornando mais aguda. A dor do paciente, que não tinha qualquer histórico de problemas na cabeça, foi aliviada quando os médicos que o trataram perfuraram o cérebro dele e drenaram o sangue acumulado.

Especialistas da Faculdade de Medicina de Hannover, onde o fã foi tratado, confirmaram ao The Guardian que o coágulo foi causado pelo headbanging, frisando, contudo, não acreditarem que a atividade seja perigosa.

Vans relança edições limitadas de tênis inspirados em bandas.

“Não somos contra o headbanging”, garantiu o médico Ariyan Pirayesh Islamian. “O risco de lesão é muito, muito baixo. Mas, em algumas situações, o ato de chacoalhar a cabeça freneticamente pode resultar em um coágulo”, explicou.

Este é o quarto caso documentado de um hematoma subdural relacionado à prática de headbanging.