Filmão da depressão pelo bem da ciência

Cena final do filme O Campeão é usada em laboratórios para deixar as pessoas tristes

Da redação Publicado em 22/08/2011, às 10h25 - Atualizado às 14h18

Cena de O Campeão
Reprodução

É uma cena comum nas comédias românticas e séries de TV a mocinha enstristecida sentar em frente à TV com um pote de sorvete e assistir a um filme bem para baixo, que faça com que ela chore todas as mágoas de uma vez. Mas não é só para fazer companhia aos corações partidos que os dramalhões do cinema servem. Um deles, inclusive, virou um grande instrumento da ciência.

De acordo com o site da revista do instituto Smithsonian, o clássico do cinema O Campeão, dirigido por Franco Zeffirelli, tem sido usado por laboratórios de psicologia que, para conduzir pesquisas, precisam deixar a "cobaia" em estado depressivo.

Em resumo, a cena final do filme mostra um garoto (encarnado por Rick Schroder, vencedor do Globo de Ouro aos nove anos pela atuação) que observa seu pai (vivido por Jon Voight), um lutador de boxe, morrer na sua frente. A interpretação dele é tão tocante que foi exibida para pessoas sendo estudadas em um experimento sobre a tristeza. A pesquisa buscavam saber se pacientes com depressão têm mais tendência a chorar do que quem não sofre da doença (a resposta foi negativa).

O filme foi exibido, ainda, para deixar as cobaias chateadas e ver se, em seguida, elas gastariam mais dinheiro (sim, elas gastaram), se comeriam mais (surpreendentemente, isso foi comprovado como mito) e outras teorias do tipo.

Assista ao trailer do filme: