Pulse

Iggy Pop diz que Justin Bieber é o futuro do rock em campanha polêmica; entenda

Dalai Lama e Karl Lagerfeld também participaram da campanha da Anistia Internacional

Redação Publicado em 19/06/2014, às 13h53 - Atualizado às 17h55

-
Reprodução

A repartição belga da Anistia Internacional lançou uma nova - e polêmica - campanha com celebridades e dignitários, como o Karl Lagerfeld e Dalai Lama, exibindo ferimentos e roxos para ilustrar o slogan: “Um homem torturado lhe dirá qualquer coisa.” Uma das imagens que chamou mais atenção foi a de Iggy Pop, frontman do Stooges. “O futuro do rock and roll é Justin Bieber”, diz ele com o rosto todo ferido.

10 estrelas da música que cantaram para ditadores

“Nós não podemos imaginar Iggy Pop dizendo que Justin Bieber é o futuro do rock”, disse Philippe Hensmans, presidente da seção franco-belga da Anistia Internacional, ao jornal The Guardian. “Governos que usam tortura dizem que a técnica os ajuda a conseguir informações preciosas, mas a história mostra que pessoas torturadas estão dispostas a falar qualquer coisa para fazer a dor parar.”

O responsável por “torturar” Lagerfeld fez o estilista dizer que “O auge da elegância é camisa havaiana com chinelos.” Já o Dalai Lama foi "obrigado" a afirmar que “Um homem que não tem um relógio Rolex ao cinquenta anos fracassou na vida.”