O Lobo de Wall Street bate recorde de uso da palavra “fuck”

Novo filme de Martin Scorsese tem 506 referências ao termo

Redação Publicado em 02/01/2014, às 14h30 - Atualizado em 03/01/2014, às 20h33

O Lobo de Wall Street
Reprodução

Mesmo antes de estrear no Brasil, O Lobo de Wall Street já deixou sua marca em Hollywood. O novo filme de Martin Scorsese bateu um recorde inusitado – é o longa de ficção com maior número de citações da palavra “fuck” na história do cinema mundial.

Acredite se quiser – uma lista feita no Wikipedia em inglês enumera quais foram os filmes que mais abusaram do termo. Em primeiro lugar, como não poderia deixar de ser, ficou Fuck, um documentário exatamente sobre a palavra, que é dita 857 vezes.

Já em O Lobo de Wall Street, segundo dados do site Screen It, que serve de consulta para pais preocupados com o que vêem seus filhos, a palavra “fuck” é dita 506 vezes ao longo de suas três horas de duração, ou seja, os personagens usam a exclamação quase três vezes a cada minuto.

Arquivo RS: em 1990, com vários clássicos no currículo, o diretor Martin Scorsese ainda se preocupava com o futuro do cinema - mas admitia estar de olho no passado.

O recorde até então era de O Verão de Sam, de Spike Lee, que desde 1999 liderava o ranking com 435 “fucks”. Cassino, também de Scorsese, Alpha Dog, Marcados Para Morrer e No Rastro da Bala são outros dos filmes que se destacam na lista.

Dez grandes parcerias entre diretores e atores.

O Lobo de Wall Street será o sexto fruto da parceria de Scorsese com Leonardo DiCaprio. Jonah Hill, Matthew McConaughey, Margot Robbie, Jon Favreau, Kyle Chandler e Cristin Milioti também participam do longa sobre o submundo do mercado financeiro que estreia no Brasil dia 24 de janeiro.