John Lydon surta na TV australiana e manda a apresentadora calar a boca

Redação Publicado em 11/04/2013, às 15h09 - Atualizado às 15h29

Johnny Rotten e a apresentadora Carrie Bickmore, no programa The Project
Reprodução / Vídeo

John Lydon, também conhecido como Johnny Rotten, vocalista da banda punk Sex Pistols, teve um surto diante das câmeras da emissora Channel Ten. Em participação gravada no programa The Project, o músico não gostou da interrupção de uma das apresentadoras e disparou grosserias contra ela e os outros presentes.

Arquivo RS: cara a cara com o Sex Pistols.

Lydon falava das classes trabalhadoras na Inglaterra quando Carrie Bickmore o interrompeu, perguntando sobre a morte da ex-premiê britânica Margaret Thatcher, já que o governo e a realeza do Reino Unido sempre foram alvos das críticas punks do Pistols.

Bastante indelicado e rude, o músico passou a agredir verbalmente a moça: “Ei, senhorita, cale-se! Quem quer que seja você, cale-se, cale-se, cale-se”, disse ele. “Agora, escute: quando um homem estiver falando, não o interrompa.”

As palavras ríspidas continuaram: “Pare, você soa como daqueles terríveis pássaros barulhentos que eu detesto”, disse ele, em nova tentativa de diálogo da apresentadora, antes de passar a ser ríspido com os homens que estavam no programa.

Por fim, a entrevista foi encerrada prematuramente, enquanto John mantinha-se na frente da câmera dizendo que os apresentadores gritavam como “crianças”.

Mesmo depois de tudo, a emissora decidiu levar ao ar a conturbada entrevista. Antes de o vídeo ser exibido na TV, o apresentador Andrew Rochford fez questão de publicar sua opinião sobre a atitude do músico, chamando-o “porco misógino e sexista” em sua conta no Twitter.

Lydon, em comunicado oficial, recusou o rótulo de misógino e afirmou que é “o inimigo de governos e instituições, certamente não de mulheres”. “Eu sou casado com uma por 30 anos. Nós nos amamos.” Assista ao vídeo abaixo e tire as próprias conclusões. A discussão tem início a partir do quarto minuto de vídeo: