Kanye West e Kim Kardashian estão processando um dos fundadores do YouTube por causa de vazamento de vídeo

De acordo com o casal, a distribuição do clipe online viola um acordo entre ele e a equipe de Kanye

Redação Publicado em 04/11/2013, às 13h05 - Atualizado às 13h11

Kanye West e Kim Kardashian
AP

Kanye West e Kim Kardashian não ficaram nem um pouco felizes com o fato do vídeo que mostra o momento quando ele a pediu em casamento (assista abaixo) ter ido parar na internet. Por isso, estão processando o homem que, segundo eles, é o responsável. As informações são do site TMZ.

O casal, que ficou noivo recentemente, no estádio de baseball AT&T Park, em São Francisco, entrou na justiça contra um dos fundadores do YouTube, Chad Hurley, por ter liberado o clipe no novo site dele de compartilhamento de vídeos, o MixBit.

Eles acusam Hurley de ter entrado escondido no estádio, sem ter sido convidado. Depois disso, ele até conseguiu permissão para ficar, mas para isso teve que assinar um contrato de confidencialidade, que teria sido violado com o vazamento do vídeo.

"Hurley foi lá e tentou transformar o evento em algo protagonizado por ele mesmo, exibindo as imagens que ele sabia que tinham direito de propriedade exclusivos de outra pessoa", disse o casal na ação, acrescentando que o empresário está tentando se restabelecer depois que ele vendeu o YouTube e só teve negócios que deram errado, posteriormente. Para que fique claro, eles se referem ao fato de que havia um contrato da equipe de Kanye com a MC Cable Television (que faz parte do canal E!, que exibe o reality show Keeping Up with the Kardashians) para que essas imagens fossem exclusivas deles.

Kim and Kanye -- First Video of the Proposal

- Watch More

Celebrity Videos

or

Subscribe