Morto-vivo?

Redação Publicado em 16/06/2010, às 10h53

De acordo com o site Sky News, Ozzy Osbourne terá seu DNA estudado para que os médicos entendam como o cantor sobreviveu às drogas. A empresa norte-americana Knome irá mapear o genoma do cantor para saber como as drogas e o álcool são absorvidos por seu corpo.

Osbourne, 61 anos, já falou abertamente sobre seu vício, chegando a admitir que chegou a beber quatro garrafas de conhaque por dia. Hoje, o "príncipe das trevas" se diz longe das drogas e do álcool há oito anos.

Nathan Pearson, diretor de pesquisa da Knome, disse que "o sequenciamento e análise de indivíduos com históricos médicos extremos fornece um maior valor de potencial científico."

O músico será uma das poucas pessoas do mundo a ter seu genoma completamente decifrado. O teste custa £ 27,000 (cerca de R$ 72 mil) e os resultados estão previstos para sair depois de três meses.