Muito barulho por tudo

Redação Publicado em 15/04/2009, às 08h36

O baterista Josh Freese tem em seu currículo de cavalos campeões (Guns N' Roses, Nine Inch Nails, Rob Zombie e Devo) a pangarés do pop (Kelly Clarkson a Avril Lavigne). Craque que é, ele decidiu que estava na hora de pegar nas baquetas por causa própria e lançou o segundo álbum solo, Since 1972.

Mas, do jeito que a indústria musical balança de um lado pro outro feito bêbada, você pode ser o baterista mais cotado do mundo - e mesmo assim sucumbir ao catatau de gente disposta a baixar música de graça na internet.

Freese, no entanto, sabe fazer barulho. Com ou sem baqueta. No que virou uma espécie de "Engov" artístico contra a ressacaria no mercado de álbuns, o músico lançou mão de uma jogada genial de marketing.

O batera fez a lição de casa e estendeu sacadas já postas em prática pelo Nine Inch Nails (a banda liberou parte do álbum Ghosts I-IV para download "0800", mas também em versões deluxe, autografadas pelo líder, Trent Reznor, a R$ 300) e Kevin Kelly (um dos fundadores da revista Wired, ele bolou a teoria dos "1.000 fãs verdadeiros" - basta achá-los e o artista tem sobrevida garantida no meio).

É claro que, uma vez lançado, conseguir Since 1972 grátis na web será tão fácil quanto Amy Winehouse dizendo "fuck", Bono exclamando "vamos salvar o mundo!" ou Courtney Love lamentando que a herança de Kurt Cobain "virou pó".

Mas Freese não deixou barato. Quer dizer, o download do disco, além de três vídeos, até que sai por um precinho razoável - US$ 7 (R$ 15). Por US$ 15 (R$ 33), é seu o CD/DVD físico, além do download digital. Mas a coisa vai ficando divertida a partir dos US$ 50 (R$ 110), quando o consumidor leva pra casa tudo isso, camiseta temática e uma ligação de "muito obrigado" do próprio Freese.

E aí começam as edições limitadas, a partir destas aqui:

US$ 250 (R$ 546) - 25 pessoas

* Cópia autografada de CD/DVD e download digital

* Camiseta

* Baquetas autografadas

* Um almoço com Josh nos restaurantes PF Changs ou The Cheesecake Factory

US$ 500 (R$ 1.092) - 15 pessoas

* Cópia autografada de CD/DVD e download digital

* Camiseta

* Pratos da bateria e baquetas autografados

* Encontre Josh em Venice (Califórnia) e flutue com ele em um tanque que simula privação sensorial - tudo será filmado e postado no YouTube

* Um jantar no restaurante Sizzler - "coma seu bife de US$ 8,99 (R$ 20) e mande para dentro todo camarão que for capaz"

As propostas vão escalando até a bolada de US$ 75 mil (R$ 164 mil). O pacotão master, entre outros itens, dá direito a:

* Acompanhar o baterista em sua turnê por alguns dias

* EP composto por Josh, com cinco canções, sobre a história da vida do fã

* Levar para casa qualquer parte da bateria do músico (mas só vale um pedaço)

* Ter Josh em sua banda por um mês (ele avisa que tocará em shows e farreará com as groupies)

* Não tem uma banda? Ok, ele o ajudará a criar uma, em expediente de quatro dias por semana, das 10h às 16h

* Lições de trapézio com Josh e o guitarrista Robin Finck (Nine Inch Nails) - após, todos voltarão para a casa de Finck e sua esposa vai preparar uma senhora lasanha

Sim, ele está falando sério. E você encontra todas as opções neste blog.

"Outerscope Records, meu selo - sou eu, minha namorada e nossa babá, quando as crianças estão dormindo - está orgulhoso em reportar que vendemos por volta de 150 pacotes de US$ 50 e todos os 25 de US$ 250 (esses não duraram 24 horas)". O especial de US$ 75 mil, ele garante, já recebeu propostas.